Polícia detém mulher suspeita de atear fogo que lavra em Castelo Branco

Este ano a Polícia Judiciária já identificou e deteve 40 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

A Polícia Judiciária deteve uma mulher suspeita de atear o incêndio florestal de grandes dimensões que deflagrou no domingo no concelho de Castelo Branco e que hoje se mantém ativo, afetando ainda o município de Vila Velha de Ródão.

Segundo um comunicado da polícia, a mulher, de 50 anos e doméstica, foi detida pela Diretoria do Centro, com a colaboração da GNR, por suspeita de “um crime de incêndio florestal em terreno povoado por pasto seco e pinheiros, com utilização de isqueiro”.

Este ano a Polícia Judiciária já identificou e deteve 40 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.




Conteúdo Recomendado