PJ deteve suspeito de abuso sexual de criança em instituição social da Guarda

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um estudante de 22 anos pela alegada prática de um crime de abuso sexual de crianças, ocorrido “em contexto de internamento” numa instituição particular de solidariedade social da Guarda.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um estudante de 22 anos pela alegada prática de um crime de abuso sexual de crianças, ocorrido “em contexto de internamento” numa instituição particular de solidariedade social da Guarda, foi hoje anunciado.

O Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda refere em comunicado hoje enviado à agência Lusa que identificou e deteve “o presumível autor da prática de um crime de abuso sexual de crianças, ocorrido em maio do corrente ano, no interior de uma instituição de ensino particular da cidade da Guarda, onde o autor e a vítima coabitavam, em regime de internamento”.

A PJ adianta que a vítima é estudante e tem 12 anos.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, na sequência do qual foi submetido à medida de coação de prisão preventiva.




Conteúdo Recomendado