Os carteiros vão a casa entregar o dinheiro das pensões a 100 mil pessoas

Neste período de pagamento de vales, de 1 a 9 de abril, os CTT terão 34 lojas com horários alargados, a funcionar das 9h00 às 13h30 e das 14h30 às 17h30, para fazer face à afluência.

Os CTT, para manter a segurança e bem-estar dos pensionistas portugueses no atual contexto de pandemia CoViD-19 e do Estado de Emergência, vão implementar uma série de medidas de proteção no pagamento das pensões no mês de abril.


Num comunicado, os CTT informaram que vão antecipar a emissão e pagamento dos vales em 2 dias úteis e fasear a distribuição, durante 8 dias, de modo a minimizar o risco de afluência aos locais de pagamento e de contágio. Os vales serão emitidos no dia 1 de abril e serão distribuídos até 9 de abril.


Horários alargados para receber a pensão


Neste período de pagamento de vales, de 1 a 9 de abril, os CTT terão 34 lojas com horários alargados, a funcionar das 9h00 às 13h30 e das 14h30 às 17h30, para fazer face à afluência.


Os CTT vão reforçar o serviço de pagamento de Vales ao Domicílio pelo carteiro, permitindo que cerca de 100 mil dos 370 mil pensionistas que recebem mensalmente os vales não tenham de se deslocar para fazer o recebimento da sua pensão.


Com esta medida evita-se a saída dos pensionistas do seu domicílio, que será levada a cabo pela rede de carteiros dos CTT gratuitamente, assumindo os CTT integralmente este custo, nas zonas do País onde têm uma maior capacidade operacional para realizar a entrega em casa.




Conteúdo Recomendado