O futuro dos têxteis com assinatura da Covilhã

As fábricas do concelho da Covilhã estão a responder às exigências do mercado global com inovação. 

Tecidos impermeáveis, resistentes ao fogo, recicláveis, ultravioletas. As fábricas do concelho da Covilhã estão a responder às exigências do mercado global com inovação. A fonte está ali ao lado, na Universidade da Beira Interior, que assegura muito do know-how.

Os tecidos dos fardamentos dos bombeiros de Portugal são produzidos em Unhais da Serra, na “velhinha” empresa “A Penteadora” criada na década de 30 do século passado.

A Fitecom, de João Carvalho, ganhou em 2011, em parceria com a DuPont, o Prémio Nacional de Inovação, com um tecido que é 30 por cento mais quente no inverno e 30 por cento mais fresco no verão.

São dois exemplos de como a Covilhã soube adaptar-se a novos tempos e novas exigências.



Conteúdo Recomendado