Município do Fundão é o vencedor do Prémio de Políticas Públicas do ISCTE

A Câmara Municipal do Fundão venceu o Prémio IPPS-ISCTE Políticas Públicas, na categoria de Administração Local, com o projeto “Ubbu – code literacy”, que permite que os alunos do ensino básico do concelho aprendam programação.

A Câmara Municipal do Fundão venceu o Prémio IPPS-ISCTE Políticas Públicas, na categoria de Administração Local, com o projeto “Ubbu – code literacy”, que permite que os alunos do ensino básico do concelho aprendam programação.

Segundo informação a que o Diário Digital de Castelo Branco teve acesso, o Prémio IPPS-ISCTE Políticas Públicas é organizado pelo ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa e pelo seu Instituto de Políticas Públicas e Sociais e “distingue as melhores práticas de administração pública em Portugal, tendo uma categoria para projetos da administração central e outra categoria para projetos municipais. Os municípios de Loulé, Torres Vedras e Valongo e a Administração Regional de Saúde do Alentejo compunham o resto grupo de finalistas”.

O projeto do Fundão estabelece a inclusão das ciências da computação no plano de estudos dos alunos do 1º ciclo, reforçando com isso a preparação para uma sociedade digital através do ensino da programação.

O projeto “Ubbu – code literacy” tem como missão levar as ciências da computação até às escolas logo no início da escolaridade, ao capacitar os professores para trabalhar as competências de literacia digital nos alunos desde o 1º ano do 1º ciclo do ensino básico. Através da plataforma ubbu, os alunos aprendem conceitos de programação como algoritmos, condições, eventos, variáveis e funções através de vídeos animados, jogos, exercícios, quizzes e projetos de programação.

O projeto teve início em 2015/2016 e no ano seguinte alargou-se a todas as escolas do concelho. As aulas são lecionadas por técnicos da autarquia em articulação com os professores titulares. No presente ano letivo, o projeto foi implementado em todas as escolas de ensino básico do concelho, abrangendo um total de 1158 alunos.

Com este projeto, além de aptidões na área da programação, o raciocínio lógico dos alunos melhorou 7% e as competências em matemática até 17%.

Na categoria de Administração Central do Estado, o vencedor deste prémio foi o projeto “Tarifa Social de Energia – Procedimento Automático”, da Direção de Energia e Geologia.

Tal como refere o ISCTE-IUL ” esta é a 1ª. Edição do Prémio IPSS – ISCTE Políticas Públicas. Dividido nas vertentes de Administração Local – câmaras municipais e juntas de freguesia – e de Administração Central do Estado – ministérios, secretarias de Estado, agências públicas, direções gerais, institutos públicos, etc. – foram avaliadas políticas que propiciam melhorias às vidas dos cidadãos. Esta edição recebeu 65 candidaturas, as quais foram avaliadas por um júri presidido por Helge Jörgens, professor do ISCTE”.

A entrega dos prémios decorreu no passado dia 29 de novembro, no ISCTE, e contou com a presença de Alexandra Leitão, Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública.




Conteúdo Recomendado