Município de Manteigas considera que reativação do troço ferroviário Guarda – Covilhã cria “novas oportunidades” no acesso ao concelho

O município de Manteigas considera que a reabertura da ligação ferroviária entre a Guarda e a Covilhã “vem criar novas oportunidades no acesso ao concelho” e “ao destino Serra da Estrela”.

A autarquia presidida por Esmeraldo Carvalhinho refere, numa nota publicada na página oficial do Facebook, que “a reativação da estação Belmonte – Manteigas contribui para uma maior centralidade” do território e “para um ganho de proximidade mais eficiente e sustentável”.

“A título de exemplo, sem a aplicação de descontos, as tarifas publicitadas pela CP são de 19,35 euros para uma viagem entre a estação de Santa Apolónia, em Lisboa, e a estação de Belmonte – Manteigas”, lê-se.

O troço da Linha da Beira Baixa entre as cidades da Guarda e da Covilhã reabriu à circulação no dia 02 de maio e foi inaugurado pelo Governo no dia 04, com uma viagem de comboio entre a Guarda e a Covilhã e uma cerimónia na estação da Covilhã.


Conteúdo Recomendado