Mêda recebe prova mundial de BTT

Para o edil medense, ao alto nível desportivo junta-se também a oportunidade, para participantes e público, de desfrutar do vasto património natural e histórico do concelho.

Hoje, dia 8 de maio, a Mêda recebe uma prova mundial de BTT, que vai juntar os campeões nacionais e os melhores atletas do mundo, masculinos e femininos, oriundos de países como a Bélgica, França, Espanha, Holanda, Estónia e Inglaterra. Na soma de todas as categorias são esperados cerca de 400 ciclistas.
Em apenas seis anos, a parceria entre o Município de Mêda e o Mozinho Aventura, clube medense, levou a Meda100Marathon WMS VALE D’ALDEIA de um simples passeio a integrar um campeonato regional, ser palco da decisão dos títulos nacionais, receber ainda por duas vezes a Taça de Portugal de Maratonas (XCM) e, desde 2015, integrar a prova na “nata” da maratonas mundiais, com a UCI – União Ciclista Internacional, entidade que tutela o ciclismo mundial, a conceder à prova o estatuto de World Marathon Series, equivalente a Taça do Mundo, ombreando assim com as melhores e mais exclusivas maratonas mundiais.
No dia 8 de maio, a Mêda recebe pelo segundo ano consecutivo uma prova mundial de BTT. O presidente do município destaca a visibilidade internacional da prova e a excelente oportunidade turística. Para Anselmo Sousa, «deve ser um motivo de grande orgulho para todos os medenses receber uma prova desta dimensão». O autarca lembra ainda que esta é uma aposta do Município já com vários anos e que o retorno para o concelho é «absolutamente evidente», nomeadamente na área da hotelaria e restauração.
Para o edil medense, ao alto nível desportivo junta-se também a oportunidade, para participantes e público, de desfrutar do vasto património natural e histórico do concelho.
Depois de 2015, a expectativa à volta da edição de 2016 aumentou exponencialmente. Para Joaquim Amândio Santos, Presidente da Comissão Organizadora e do Mozinho Aventura, a continuidade no escalão máximo mundial revela “a enorme qualidade organizativa que temos conseguido ostentar ano após ano, mercê sobretudo do apoio e do empenho da Câmara Municipal de Mêda”, destacando “a visão correta que o seu Presidente e membros do executivo têm quanto à importância que o evento assume para a divulgação turística do concelho e da região, sendo ainda fonte significativa direta de receita, durante o fim-de-semana da sua realização, esgotando a capacidade hoteleira e da restauração, não apenas do concelho mas também da região”.
Por outro lado, Joaquim Amândio Santos eleva “a capacidade simplesmente ímpar que os funcionários da autarquia, os membros do clube, as forças vivas do concelho e todos os voluntários que contribuem para a prova consegue, em cada edição, colocar na sua organização”, e essa é a razão principal “para que a prova seja considerada já uma das mais bem organizadas do mundo”.
A prova dirige-se a desportistas federados, mas não só. Para além dos circuitos de 105,1 e 89,4km (masculino e feminino, respetivamente) para os atletas federados, também haverá um Meda 100 Open, com circuitos mais curtos e abertos a todos os atletas não federados que queiram participar. A inscrição, cujo preço varia entre 12,5€ e 16€, inclui, entre outros, um dorsal personalizado, chip para contagem de tempo, abastecimento ou cuidados médicos. Todas as informações sobre o evento estão disponíveis em www.meda100marathon.com. A inscrição é gratuita para todos os atletas naturais do concelho de Mêda.
Com partida e chegada ao coração da Cidade de Mêda, os traçados vivem da beleza natural e do contexto histórico apaixonante, passando por Ranhados, Poço do Canto, Quinta da Veiga, raiando as termas e o castelo medieval de Longroiva, seguindo depois para Coriscada, antes de arribar à aldeia medieval de Casteição, coroando o percurso com a mítica passagem pelo interior do Castelo de Marialva, antes da subida final para a sede do concelho através da Quinta Vale D’Aldeia.
A partida dos atletas é às 9h30 e o final das provas está previsto para o período entre as 13 e as 14 horas.
Encontram-se já inscritos vários campeões nacionais que medirão forças com os previsíveis mais de 250 atletas portugueses que normalmente fazem as provas da Taça de Portugal e que, obrigatoriamente, estarão na Mêda.
Como tal, a organização prevê que na linha de partida venham a estar cerca de quatro centenas de participantes para aquela que será a edição 7 da mais importante prova portuguesa desta tipologia.
A 7 e 8 de maio Mêda vira capital mundial das Maratonas BTT e o seu organizador não esconde que “estamos a trabalhar para que, com a ajuda do Município de Mêda e da Federação Portuguesa de Ciclismo, a nossa candidatura a receber o campeonato do Mundo de XCM seja uma realidade ainda antes de 2020”, revelando ainda existir uma forte possibilidade do campeonato da Europa de XCM ser realizado em Mêda ainda antes.Todas as informações e especificidades técnicas do Meda100 World Marathon Series podem ser encontradas no site oficial da prova.




Conteúdo Recomendado