Mais de 600 eventos celebram hoje o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Entre visitas guiadas, exposições, concertos, roteiros culturais, a DGPC prevê uma adesão de 100 mil pessoas às diferentes iniciativas. E a região não é exceção.

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios é assinalado hoje, sob o mote “Património Cultural: de Geração para Geração”, prevendo-se “mais de 600 atividades”, organizadas por 540 entidades em 160 concelhos, divulgou a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC).

Entre visitas guiadas, exposições, concertos, roteiros culturais, a DGPC prevê uma adesão de 100 mil pessoas às diferentes iniciativas. Guarda, Pinhel, Gouveia, Almeida, Figueira de Castelo Rodrigo, Celorico da Beira, Trancoso,  entre outros municípios da região apresentam diversos programas.

A celebração, cujo mote foi dado pelo Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (ICOMOS), acontece em pleno Ano Europeu do Património Cultural, para o qual a respetiva plataforma eletrónica regista “mais de 800 atividades programadas”.

Para a DGPC, estes números refletem a “ampla adesão do setor público e privado” à programação do Ano Europeu do Património Cultural.

A diretora-geral do Património Cultural, Paula Araújo da Silva, participa hoje, às 10:00, em Vila Nova de Foz Côa, na Beira Alta, num debate intitulado “Dinâmicas Intergeracionais do Património Cultural”, seguindo-se uma visita guiada ao Museu do Côa e às gravuras rupestres.

“Um outro debate alusivo a esta temática” realiza-se também hoje, mas às 18:00, no auditório do jornal Público, em Lisboa, moderado pela jornalista Isabel Salema, com a participação do arquiteto José Aguiar, da Faculdade de Arquitetura, a historiadora de arte Raquel Henriques da Silva e o diretor do Museu Nacional de Arqueologia, António Carvalho.

“A filosofia subjacente à celebração do Ano Europeu do Património Cultural em Portugal radica no envolvimento da sociedade civil à escala local, regional e nacional, cobrindo o vasto leque do património cultural”, afirma a DGPC, que define o seu papel – “o de lançar as bases para transformar esta celebração europeia num projeto altamente participado, com um programa aberto e em permanente atualização, desde 01 de janeiro a 31 de dezembro de 2018”, segundo a mesma fonte.

Relativamente ao Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, a DGPC afirma que “o conceito” do mote – “Património Cultural: de Geração para Geração” – “assenta na própria definição de património cultural, enquanto legado de artefactos e construções físicas e atributos intangíveis de um grupo ou sociedade, herdados de gerações passadas, mantidos no presente e transmitidos para o benefício de gerações futuras”.

O propósito de “reforçar a consciência da necessidade de preservação do património, assente no pressuposto de que é necessário conhecer para preservar e preservar para transmitir é, por isso, tarefa fundamental num presente assombrado por contradições e incertezas, em que a cultura pode constituir um capital fundamental para um futuro mais justo e mais diverso”, adianta a DGPC.

“Em colaboração com o ICOMOS Portugal”, a DGPC traça a sua missão: “Promover a divulgação deste tema com a finalidade de impulsionar o diálogo intergeracional enquanto ferramenta de conhecimento, de desenvolvimento e de diversidade”.

A programação do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios pode ser consultada através do ‘site‘ da DGPC.




Conteúdo Recomendado