Mais de 400 jovens músicos nas audições da Orquestra Académica Filarmónica Portuguesa

Depois de Lisboa e Porto, a Guarda foi palco, na passada quinta-feira, das audições da Orquestra Académica Filarmónica Portuguesa (OAFP), orquestra residente do Teatro Municipal da Guarda.

Mais de 400 jovens músicos candidataram-se à OAFP e deste número serão selecionados perto de 100 que integrarão as residências artísticas na Páscoa e do Verão, na cidade mais alta. Este projeto é um bom exemplo da vitalidade cultural da Guarda, em linha com a Candidatura de Território da Guarda a Capital Europeia da Cultura 2027.

A Orquestra Académica Filarmónica Portuguesa (OaFP) tem sede na Guarda e surgiu de uma parceria com o município da Guarda e “aposta num projeto de dimensão nacional e internacional que tem como principal objetivo e missão a formação de jovens talentos do país”.

“O projeto veicula a vitalidade cultural da cidade mais alta [do país] e quer ser uma referência na formação artística, com partilha de experiências entre professores, diretores de orquestra e solistas de referência mundial”, é ainda sublinhado pelo Município da Guarda.

O projeto enquadra-se na candidatura da cidade da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027.




Conteúdo Recomendado