Lenda do ‘Beijo sem Fim’ decorre em Sortelha até domingo

No âmbito do ciclo ’12 em Rede | Aldeias em Festa’, Sortelha – a mais romântica das Aldeias Históricas – vai ser palco do evento ‘Beijo sem Fim’, de 28 a 30 de junho.

Com entrada gratuita, o evento “Beijo sem Fim” inicia amanhã, dia 28 de junho, pelas 18 horas. O certame apresenta um programa repleto de música, gastronomia, animação de rua e visitas guiadas, onde os visitantes terão a oportunidade de experimentar antigas vivências do quotidiano dos habitantes da aldeia, como a recriação da ceifa e da malha com o Ti Hermenegildo, o Ti Raul Clara, o Ti Manel Reis, a Ti Celeste, a Ti’Alice, a Ti Capitolina; ou aprender a fazer molídias para transportar cestos no topo da cabeça, como antigamente, com a Ti Hortênsia.

O programa inclui ainda atividades como Histórias de papel (teatro itinerante em miniatura), exploração plástica (atelier de pedras amorosas e atelier de origami) e visitas guiadas encenadas com participação da comunidade, numa partilha de saberes com uma companhia artística.

Depois de Sortelha, o ciclo prosseguirá com eventos no Piódão (6 e 7 de julho), Linhares da Beira (12 a 14 de julho), Marialva (20 e 21 de julho), Castelo Novo (27 e 28 de julho), Castelo Rodrigo (6 e 7 de setembro), Castelo Mendo (20 e 21 de setembro), Trancoso (4 a 6 de outubro), Idanha-a-Velha (1 a 3 de novembro), Monsanto (8 a 10 de novembro), Almeida (21 e 22 de dezembro) e Belmonte (27 a 30 de dezembro).

Esta é uma ação financiada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através, designadamente, dos programas Centro 2020 (Programa Operacional Regional do Centro), via Portugal 2020, e através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).

Sobre a Lenda do Beijo sem Fim:

Conta a lenda que, no tempo em que Portugal lutava pela reconquista das Beiras aos mouros, a filha do alcaide de Sortelha ter-se-á apaixonado pelo príncipe mouro. Trocaram mensagens e presentes, até que um dia combinaram encontrar-se. Mas a mãe da donzela, sempre vigilante, decidiu segui-la. Praticante de bruxarias, assim que os dois se beijaram, amaldiçoou-os, transformando-os em pedra. Surgiram, assim, os curiosos penedos de Sortelha, que até hoje são conhecidos como as Pedras do Beijo Eterno.

 




Conteúdo Recomendado