Julgamento e Morte do Galo do Entrudo hoje na Guarda

O espetáculo de referência na região e que tem na “morte” do galo o seu auge irá decorrer hoje, à tarde, e termina na Praça Luís de Camões.

Segundo a Câmara Municipal da Guarda, o desfile tem início às 16h30 na Alameda de Santo André e culmina na Praça Luís de Camões, junto da Sé Catedral, onde decorrerá o “Julgamento do Galo”, um espetáculo que “tem vindo a marcar a diferença nos programas de Carnaval de todo o país recorrendo à sátira e ao humor num tom popular e inteligente”.


Trata-se de uma iniciativa de “grande envolvimento”, baseada em tradições populares e que tem na “morte” do galo o seu auge.


Os promotores adiantam que no julgamento “o vilão voltará a ser o ‘Galo do Entrudo’, que mais um ano volta a sentar-se no banco dos réus acusado de todo o mal que assolou o mundo no ano que passou”.


“Será, pois, julgado pelos seus pecados e atos inconsequentes e espera-se que seja condenado e morto pelo fogo em praça pública e assim cumprida a tradição do Entrudo na Guarda”, acrescentam.


“O “Julgamento e Morte do Galo” insere-se nas manifestações populares de expiação, excesso, crítica e troça, estando presente a acutilante crítica social, mordaz e muitas vezes violenta, mas sempre purificadora. O fogo com a queima do elemento central da festa é o clímax e representa a efetiva renovação. O Galo expiará os pecados da sociedade, ardendo e representando a renovação da esperança. Estes rituais marcam o final do período de folia, aproximando-se assim a Quaresma, época de penitência e oração.”


Na Guarda a reinvenção destas tradições teve início em 2001, com uma série de espetáculos de Carnaval que viriam a marcar a vida da Cidade e já se tornaram uma tradição. Apesar do frio habitual da época, as pessoas saem à rua para participarem num espetáculo de referência para a região. Trata-se efetivamente de um Carnaval verdadeiramente português, singular, com forte identidade e com um enorme potencial de visibilidade e promoção.


As freguesias do concelho estão envolvidas num processo criativo de construção do Desfile e Julgamento do Galo, numa sátira global aos males do mundo que volta a ter lugar no domingo de Carnaval.


O desafio à participação das Freguesias iniciou-se em 2017 tendo resultado num conceito artístico inovador, com a participação da maioria das Juntas de Freguesia no “Desfile e Julgamento do Galo”, o momento mais alto e genuíno do programa.


Música, sátira e humor são os principais ingredientes desta manifestação cultural, que tem vindo a ganhar dimensão, tanto ao nível da participação massiva das gentes do concelho, como ao nível turístico, traduzindo-se num aumento significativo de turistas neste período Carnavalesco.




Conteúdo Recomendado