José Sócrates entre os homenageados pelo Coro Misto da Beira Interior

O Coro Misto da Beira Interior, sediado na Covilhã, faz 30 anos e vai homenagear um conjunto de personalidades que foram importantes para o percurso desta associação.

“Vamos distinguir sete pessoas pelo seu empenho na concretização dos nossos objetivos ao longo destes 30 anos. Estamos a falar desde a ida à Palestina, até ao Vaticano, passando pelos patrocínios, pela gravação de CD e de outras ações que conseguimos cumprir graças a estas pessoas”, referiu à agência Lusa, Luís Cipriano, maestro, fundador e diretor do Coro Misto da Beira Interior.


Além de José Sócrates, serão homenageados Paulo de Oliveira (empresário), Marta Oliveira (empresária), João Magalhães (empresário), Alçada Rosa (antigo governador civil de Castelo Branco), Martinho Lopes (padre) e Vítor Pereira (atual presidente da Câmara da Covilhã).

“É um agradecimento que era devido, porque o coro tem memória e não esquece aqueles com quem se cruzou e aqueles que estiveram ao nosso lado e estamos a falar de todos, sem exceção”, disse, explicando que estas pessoas receberão um diploma de mérito e a figura de uma ovelha, símbolo serrano.

Dos homenageados apenas falta confirmar a presença de José Sócrates. A homenagem está marcada para sábado, às 16 horas, no âmbito da inauguração de uma exposição fotográfica que mostra os principais momentos deste coro do interior do país, que se tem notabilizado nacional e internacionalmente.

A exposição dará a conhecer momentos que habitualmente o público não vê, tais como aventuras de viagens.

“É o caso da viagem de ida e volta para a Alemanha a comer salsichas, até à interrupção de um concerto por ameaça de bomba que aconteceu na Covilhã e não, como poderia ser provável, na Palestina”, acrescenta.




Conteúdo Recomendado