Investigação realizada na UBI ganha prémio atribuído pela Associação Americana de Urologia

Os resultados da investigação feita na UBI destaca os benefícios do arando para a saúde, nomeadamente para doentes com infeções urinárias recorrentes.

O trabalho desenvolvido na Universidade da Beira Interior (UBI) sobre as vantagens do consumo do arando no tratamento de infeções urinárias continua a ser reconhecido internacionalmente.

A Universidade da Beira Interior defende que o artigo aponta as principais descobertas do consumo de arandos (cranberries), tais como: reduz a incidência de infeções urinárias, especialmente em doentes com infeções urinárias recorrentes, o que pode ser muito relevante no tratamento e prevenção destes problemas e, consequentemente, na prevenção na prevenção do desenvolvimento de resistência a antibióticos. Este estudo foi premiado pela Sociedade Americana de Urologia.

O artigo intitula-se “Can Cranberries Contribute to Reduce the Incidence of Urinary Tract Infections? A Systematic Review with Meta-Analysis and Trial Sequential Analysis of Clinical Trials” e as conclusões desta investigação foram publicadas na segunda melhor revista científica no campo da Urologia – “Journal of Urology”.

O trabalho realizado é da autoria de Ângelo Luís (Bolseiro de Pós-Doutoramento da Faculdade de Ciências da UBI), Fernanda Domingues (docente do Departamento de Química e investigadora do CICS – Centro de Investigação em Ciências da Saúde) e Luísa Pereira (docente do Departamento de Matemática e investigadora do CMA – Centro de Matemática e Aplicações).

Segundo Luísa Pereira, a publicação e divulgação deste trabalho “vai seguramente contribuir para uma maior visibilidade e reconhecimento pela comunidade científica do trabalho interdisciplinar desenvolvido na Faculdade de Ciências e na UBI”.




Conteúdo Recomendado