Homem de 52 anos detido em Celorico da Beira por suspeita de violência doméstica

O homem foi presente ao Tribunal Judicial de Celorico da Beira que lhe aplicou a medida de coação de prisão preventiva.

O Comando Territorial da GNR da Guarda deteve um homem com 52 anos por crime de violência doméstica, em Celorico da Beira, elevando para cinco o número de detidos na última semana naquele distrito, foi hoje anunciado.

A GNR adianta em comunicado enviado à agência Lusa que o suspeito foi detido na segunda-feira, em flagrante delito, através de militares do Posto Territorial de Celorico da Beira, no distrito da Guarda.

“Alertados para uma situação de agressões do suspeito sobre a sua companheira, de 54 anos, os militares deslocaram-se de imediato à habitação de ambos, onde, na sua presença, o suspeito insurgiu-se novamente contra a vítima, dirigindo-lhe ameaças de morte e injúrias à sua honra e dignidade, tendo sido detido no momento”, é referido.

A GNR acionou os meios de socorro para assistência à vítima, que foi transportada para uma unidade hospitalar da Guarda devido à gravidade dos ferimentos.

Segundo a nota, durante a ação os militares apreenderam uma arma caçadeira que pertencia ao detido que possui antecedentes criminais pelo mesmo ilícito.

O homem foi presente ao Tribunal Judicial de Celorico da Beira que lhe aplicou a medida de coação de prisão preventiva.

Fonte da GNR disse à Lusa que na última semana, no distrito da Guarda, aquela força de segurança deteve cinco homens suspeitos de crimes de violência doméstica, com idades entre 45 e 71 anos.

“Num curto espaço de tempo foi feita a detenção de cinco indivíduos por violência doméstica quando, nos primeiros três meses do ano, tinham sido detidos nove”, disse.

A fonte destaca a “resposta rápida” dada pela GNR às situações denunciadas, visto que em alguns casos as detenções foram feitas “em flagrante delito”.

As cinco detenções ocorreram nos concelhos de Celorico da Beira (um homem com 52 anos), Almeida (56 anos), Guarda (55 anos), Manteigas (71 anos) e Vila Nova de Foz Côa (45 anos).

Aos detidos foram aplicadas medidas de coação diversas como termo de identidade e residência, prisão preventiva, proibição de contacto com as vítimas por qualquer meio e de aproximação a menos de 10 quilómetros das vítimas (controlo através de dispositivo eletrónico).



Conteúdo Recomendado