Guarda quer envolver comunidade na candidatura a Capital Europeia da Cultura

A Câmara Municipal da Guarda pretende que a candidatura da cidade a Capital Europeia da Cultura em 2027 envolva “cada vez mais” a comunidade, a sociedade e o mundo associativo, disse hoje o seu presidente.

A autarquia, com a colaboração do Clube Escape Livre, realizou hoje uma ação de promoção da Guarda a Capital Europeia da Cultura junto dos automobilistas, na Avenida Rainha Dona Amélia, uma das entradas na cidade, com a distribuição de um autocolante com a mensagem “Contem Comigo”, da revista Escape Livre Magazine e da agenda da candidatura.

Segundo o autarca Carlos Chaves Monteiro, a Guarda está a elaborar “uma candidatura inclusiva, abrangente, que enriquece cada uma das ações que desenvolve, envolvendo as associações, as entidades, os cidadãos”, como aconteceu hoje durante a manhã.

No decorrer da ação, o autarca referiu aos jornalistas que o projeto é “congregador, é unificador e ajuda a potenciar o desenvolvimento do território” a partir da cultura.

Carlos Chaves Monteiro assumiu, ainda, que a autarquia da cidade mais alta do país está a preparar uma candidatura “ganhadora”.

Acrescentou que estão a ser desenvolvidas atividades que “enriquecem todo o projeto” da candidatura que constarão do documento final que será apreciado pelo júri, quando a mesma for apresentada, em novembro de 2021.

“Nós envolvemos novos conhecimentos, novas entidades que nos trazem mais conhecimento, mais cientificidade, para construir de uma forma estruturada e organizada, uma candidatura que nós queremos que seja vencedora”, rematou.

O presidente do Clube Escape Livre, Luís Celínio, explicou que a ação de promoção hoje desenvolvida entre as 11h30 e cerca das 13h00 teve como objetivo “passar uma mensagem forte” junto dos automobilistas, para apoiarem a candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura.

O responsável referiu que a mensagem passou através de “um autocolante colado no óculo traseiro” dos carros “a dizer ‘Contem Comigo’ e através da Revista Escape Livre Magazine e da Agenda Cultura da Guarda 2027”.

“Com isso, tencionamos alertar, sensibilizar, para esta candidatura que, independentemente do seu resultado, nós, Clube Escape Livre, entendemos que já é uma vitória, porque conseguimos sensibilizar, conseguimos motivar e, sobretudo, ganhar autoestima para a nossa região”, declarou.

Os autocolantes distribuídos aos automobilistas foram executados pelo Clube Escape Livre, que também teve a ideia e a apresentou à organização da candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027.

A candidatura tem como diretor executivo o arquiteto Pedro Gadanho, ex-diretor do Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), em Lisboa, e ex-curador do departamento de arquitetura e ‘design’ do Museum of Modern Art (MoMA), em Nova Iorque.

O Conselho Estratégico é liderado pelo professor na Universidade da Beira Interior Urbano Sidoncha e a Comissão de Honra pela antiga ministra Teresa Gouveia.

O Conselho Geral é presidido pelo presidente do município da Guarda, Carlos Chaves Monteiro, e integra os presidentes das 17 autarquias que estão envolvidas no projeto.



Conteúdo Recomendado