GNR patrulha concelho do Sabugal em bicicleta a partir de quarta-feira

A GNR anunciou hoje que vai iniciar na quarta-feira o patrulhamento do concelho do Sabugal em bicicleta, numa altura do ano em que aquele território regista um “aumento substancial da população”.

O tenente-coronel Cunha Rasteiro, comandante em substituição do Comando Territorial da Guarda Nacional Republicana (GNR) da Guarda, disse hoje à agência Lusa que a primeira equipa “ciclo” criada naquele Comando vai desempenhar funções no Posto Territorial do Sabugal “até final de agosto”.

Segundo o responsável, a partir de quarta-feira, os militares, que se deslocam em bicicleta, vão realizar ações de patrulhamento diário no concelho.

A equipa, formada por dois militares, irá alcançar “de forma muito eficiente uma área muito mais vasta DO que o tradicional [patrulhamento] apeado, a par de uma melhor mobilidade na execução do serviço e uma maior proximidade com as populações”, explica Cunha Rasteiro.

O policiamento em bicicleta vai abranger toda a área do concelho do Sabugal, sendo privilegiado o contacto “com a população veraneante”.

A GNR escolheu aquele município raiano para a estreia do policiamento “ciclo” no distrito da Guarda devido ao “aumento substancial da população nesta época do ano” e à existência de várias praias fluviais (Sabugal, Quadrazais, Rapoula do Côa, Vale das Éguas e Fóios) e do complexo termal do Cró, justificou o responsável.

“Nas deslocações entre as praias fluviais [os militares da equipa “ciclo”] também vão fazer o patrulhamento da floresta. Há uma complementaridade. Sempre que possível, nas deslocações, irão por trilhos pelo interior das florestas e também fazem a vigilância da mancha florestal no âmbito da Operação Floresta Segura”, disse Cunha Rasteiro.

A primeira equipa “ciclo” a funcionar no Sabugal terá “giros diários, previamente definidos e com um objetivo bem definido”, assegurou.

O tenente-coronel lembra que “este inovador tipo de patrulhamento, que já opera em outros distritos do país”, surgiu em sintonia “com o conceito e ideia do policiamento de proximidade, privilegiando uma atitude preventiva e pedagógica de atuação dos militares da guarda, tendo por desiderato a facilitação da comunicação e da relação entre o cidadão e o agente da autoridade”.

O comandante em substituição do Comando Territorial da GNR da Guarda disse ainda à Lusa que futuramente o patrulhamento em bicicleta será alargado a outros locais da região, mediante o aparecimento de “outros militares preparados” para a função.

“A guarda continua a apostar na constante melhoria do serviço prestado aos cidadãos através do aumento do leque de valências disponíveis para o cumprimento da sua primordial missão: garantir a ordem e a segurança”, concluiu o responsável.




Conteúdo Recomendado