GNR fiscalizou 13 matilhas de caça em Vilar Formoso

A fiscalização teve como objetivo “garantir as condições de alojamento e bem-estar animal dos cães pertencentes a matilhas de caça maior”.

A GNR fiscalizou, durante o mês de janeiro, 13 matilhas de caça em Vilar Formoso, Almeida, tendo identificado 15 pessoas, com idades entre os 34 e os 66 anos, e elaborado 12 autos de contraordenação.


Segundo o Comando Territorial da GNR da Guarda, a fiscalização que foi efetuada através do Núcleo de Proteção Ambiental de Vilar Formoso teve como objetivo “garantir as condições de alojamento e bem-estar animal dos cães pertencentes a matilhas de caça maior”.


Durante as ações, os militares elaboraram oito autos de contraordenação por alojamento em desrespeito das condições fixadas, bem como pela falta da mera comunicação prévia de alojamento; dois autos de contraordenação por incumprimento, pelo titular, da obrigação de alteração do registo em situação de desaparecimento de canídeos; um auto de contraordenação por falta de licença de vacina antirrábica válida ou qualquer outra zoonose do canídeo; e um auto de contraordenação por falta identificação dos animais de companhia, pela sua marcação e registo no Sistema de Informação de Animais de Companhia.


O expediente elaborado pela GNR foi remetido à Direção-Geral de Alimentação e Veterinária.




Conteúdo Recomendado