GNR entrega vestuário apreendido a instituições de solidariedade social da Guarda

O Comando Territorial da GNR da Guarda procedeu hoje à entrega de 600 peças de vestuário, que foram apreendidas em ações de fiscalização, a cinco instituições de solidariedade social da região.

Segundo o major Cláudio Saraiva, relações públicas da GNR da Guarda, as peças hoje oferecidas às instituições foram apreendidas ao longo do último ano através da equipa de Intervenção Fiscal do Destacamento de Intervenção da GNR, em “inúmeras ações policiais” relacionadas com o transporte de mercadorias e com fiscalização de feiras.

No âmbito dos processos, foi decidido, por despacho judicial, a “perda da mercadoria apreendida a favor do Estado” e a sua entrega a instituições públicas ou particulares de solidariedade social, indicou o responsável.

“Na sequência desta decisão, a GNR desenvolveu uma iniciativa solidária para distribuir o vestuário por diversas instituições de solidariedade social, de forma a auxiliar famílias carenciadas”, segundo a fonte.

Desta vez, os artigos apreendidos, depois de retiradas as marcas, em vez de serem destruídos, foram distribuídos por cinco instituições do distrito da Guarda.

A iniciativa solidária da GNR, que foi realizada pela primeira vez na quadra da Páscoa, contemplou as Misericórdias de Almeida, Sabugal, Pinhel, Figueira de Castelo Rodrigo e Vila Nova de Foz Côa.

António Morgado, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Foz Côa, que apoia cerca de 200 utentes em várias valências, disse aos jornalistas que o gesto da GNR foi “uma surpresa agradável”.

“Não sabíamos que íamos ser contemplados e agradecemos à GNR o facto de se ter lembrado da nossa instituição”, que possui alguns “idosos carenciados e com baixas reformas”, justificou.

O tesoureiro da Santa Casa da Misericórdia de Almeida, José Ferreira, também se mostrou satisfeito por a instituição ter sido contemplada “pela primeira vez” com o gesto solidário da GNR.

“É o folar [da Páscoa] para os utentes”, admitiu o responsável do estabelecimento de apoio social que possui cerca de 120 utentes idosos.

Daniela Pereira, Educadora Social da Santa Casa da Misericórdia de Figueira de Castelo Rodrigo, reagiu igualmente com satisfação ao gesto da GNR, pois referiu tratar-se de “uma bela iniciativa”, que vai auxiliar aquela entidade que apoia diariamente 57 idosos.

“As Misericórdias e os idosos agradecem. É sempre uma grande ajuda”, disse.




Conteúdo Recomendado