Festival Gouveia Art Rock 2020 adiado para outubro

O festival Gouveia Art Rock (GAR), que estava marcado para o primeiro fim de semana de maio, foi adiado para outubro, devido à pandemia da doença covid-19, anunciou hoje a organização.

A edição de 2020 do festival será realizada nos dias 03, 04 e 05 de outubro, no Teatro Cine de Gouveia, segundo uma nota da Câmara Municipal de Gouveia.

A autarquia refere que o surto de covid-19 obriga ao adiamento do evento que faz transitar para o mês de outubro “o seu cartaz com nomes sonantes que já haviam sido anunciados oficialmente”: The Knells, Fil’Mus, Soft Machine, Gong, California Guitar Trio, The Steve Hillage Band e Annie Haslam & Patrick Moraz.

“Considerando toda a situação relacionada com a progressão da pandemia provocada pelo covid-19 e as medidas de contingência aplicadas ao território português pelas autoridades de saúde nacionais e regionais, principalmente as adotadas pela proteção civil local para assegurar a saúde e segurança dos espetadores, músicos e técnicos, assim como da comunidade local, durante o evento e sua preparação, o presidente da Câmara Municipal de Gouveia e [a] autoridade local da proteção civil, tomaram a decisão de adiar o festival”, lê-se no comunicado.

A autarquia presidida por Luís Tadeu refere também que a deliberação de adiar a edição deste ano do GAR, considerado um “evento de referência da música progressiva à escala mundial”, foi “pautada pelo bom senso e sentido de responsabilidade, uma vez que a prioridade é assegurar a proteção e segurança de todas as pessoas envolvidas no festival”.

O GAR teve a sua primeira edição em 2003.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 727 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 35 mil.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 140 mortes, mais 21 do que na véspera (+17,6%), e 6.408 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 446 em relação a domingo (+7,5%).

Dos infetados, 571 estão internados, 164 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23h59 de 02 de abril.




Conteúdo Recomendado