Fashion Revolution na Covilhã

Um movimento global que tem como missão sensibilizar a indústria da moda.

A Covilhã recebe a partir de quarta-feira e até ao próximo sábado um evento que junta às II jornadas de design moda da UBI, o fashion revolution, um movimento global que tem como missão sensibilizar a indústria da moda, a segunda mais poluente do mundo, para as questões ambientais, proteção das economias locais, artes e ofícios e ainda dignidade dos trabalhadores.

Preocupações salientadas por Vítor Pereira, na conferência de apresentação do evento que conta com o apoio da autarquia covilhanense “a moda pode, dada a visibilidade que tem, ser o melhor veículo de informação e sensibilização da opinião pública para a sustentabilidade ambiental, defesa dos direitos humanos, dos trabalhos e defesa da economia local”.

Rui Miguel presidente do departamento de ciência e tecnologia têxtil salienta a importância da iniciativa para a cidade e para a formação dos alunos “vai ser seguramente um evento com muito valor, muito valor que irá honrar e distinguir a universidade e a Covilhã”.

Na Universidade da Beira Interior e no auditório municipal da Covilhã, de quarta a sábado decorrem várias atividades  em paralelo com os diversos painéis das jornadas que terão lugar no auditório I da UBI. No sábado o programa é virado para a comunidade. De manhã nas Portas do Sol com o Cinco Atelier e a Tentadora e à tarde com uma edição especial da feira troca a todos no jardim público dedicada ao vestuário.



Conteúdo Recomendado