Erivelto bisa em vitória do Sp. da Covilhã

Lisboetas não vencem em casa há dois meses

O Sporting da Covilhã bateu este domingo em Lisboa o Oriental, por 2-0, em jogo da 20.ª jornada da 2.ª liga, com um bis de Erivelto. Com um golo em cada parte, aos 24 e 80 minutos, o avançado brasileiro esteve em destaque da vitória do Sporting da Covilhã diante o Oriental, dando os três pontos aos serranos, que somam agora 29 e subiram ao 9.º lugar da classificação.

A formação da casa, que já não vence no seu reduto há cerca de dois meses – a última vitória foi frente ao Trofense, por 4-0, a 26 de outubro – sofreu a oitava derrota na competição e é 20.º. com 22 pontos.

Depois do desaire na Madeira com o Marítimo, para a Taça de Portugal, o Oriental voltou a casa e, logo ao primeiro minuto, teve perto de inaugurar o marcador, num remate de meia distância de Bruno Aguiar à barra.

Após o ímpeto inicial da equipa da casa, o Sporting da Covilhã foi tentando instalar-se no meio campo adversário e, após alguns cruzamentos, chegou ao golo através de uma grande penalidade a castigar falta de Seidi sobre Zé Tiago, aos 24 minutos.

Na conversão Erivelto atirou colocado sem hipóteses para Mota. Após o golo sofrido, o Oriental melhorou, organizou-se e até ao intervalo dispôs das melhores ocasiões para empatar a partida, mas Córdoba (35), Henrique (41) – que viu Diogo Coelho cortar sobre a linha – e Mauro Bastos (41) não aproveitaram.

No início da etapa complementar o Sporting da Covilhã podia ter feito o 2-0 num lance em que o guarda-redes Mota escorregou em zona proibida, mas com a baliza totalmente à sua mercê, Traquina atirou por cima. A partir deste lance, o Oriental impôs-se mas apenas por uma vez nos primeiros 15 minutos incomodou Taborda, num cabeceamento do defesa central Seidi.

O Sp. Covilhã remeteu-se ao seu meio campo e não permitiu que a formação da casa se aproximasse com perigo da sua baliza, com exceção para um remate de Mauro Bastos que passou perto do poste, aos 76.

Ao invés, num puro lance de contra-ataque, o Covilhã sentenciou o encontro aos 80 minutos, com Erivelto a bisar, após excelente combinação com Traquina, que deixou o brasileiro isolado para fazer o seu sétimo golo no campeonato.



Conteúdo Recomendado