Encontro Ibérico de Automóveis Clássicos liga Espanha a Portugal

O Encontro Ibérico de Automóveis Clássicos desafia os condutores de viaturas antigas a percorrer 200 quilómetros entre Salamanca e Guarda, com passagens por Siega Verde, Gouveia e Nelas.

Automóveis de outros tempos, num total de 29, vão circular pelas estradas do distrito da Guarda e da vizinha Salamanca, durante o fim de semana. O primeiro Encontro Ibérico de Automóveis Clássicos reúne viaturas portuguesas e espanholas em torno de um programa de visitas a diversos museus, locais históricos e paisagens entre Salamanca, Ciudad Rodrigo, Siega Verde, Gouveia, Nelas e Guarda. O evento começa sexta-feira, dia 19 e prolonga-se até domingo, 21. Inicia-se no Museo de Historia de la Automocion de Salamanca. Os amantes de automóveis antigos poderão ver passar um conjunto de viaturas de várias épocas e modelos, sendo o mais antigo um Peugeot 202B, de 1939. Na lista de participantes estão ainda um Fiat 124 Spider, um Alpine Renault A110 e um Citroën SM, entre vários Porsche e Alfa Romeo. Um teste também à resistência destas peças de outros tempos, que vão percorrer cerca de 200 quilómetros, com inúmeras paragens e visitas ligadas ao mundo automóvel, às gravuras rupestres, aos vinhos e às termas. O roteiro inclui, passagens por Ciudad Rodrigo, gravuras rupestres de Siega Verde e ao Fuerte de la Concepción, do lado espanhol. Já em Portugal, o grupo passa pela Quinta da Passarela – onde decorre uma prova de vinhos –, o Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia, a vila termal das Caldas da Felgueira, as Fidalgas de Santar – no coração da região demarcada dos vinhos do Dão –, e o centro histórico da Guarda. O Encontro Ibérico de Automóveis Clássicos está integrado no XXV Aniversário do Descobrimento do Sítio Arqueológico de Siega Verde, Património da Humanidade, na vizinha Espanha. Luís Miguel Pérez, responsável pelo Museo de Historia de la Automoción de Salamanca, explica que o espaço museológico “foi impulsor deste projeto, consciente de que o fomento e conservação do património automobilístico luso-espanhol, pode servir de elo de união e de promoção das relações turísticas, económicas e culturais entre Espanha e Portugal”. Para Luís Tadeu, presidente da Câmara de Gouveia, cidade onde está instalado o Museu da Miniatura Automóvel, “o reforço das parcerias na promoção de eventos que dinamizam e fomentam a atratividade de Gouveia e da Serra da Estrela é uma meta primordial da autarquia”. A organização do evento está a cargo do Clube Escape Livre, da Guarda, Museo de História de la Automoción de Salamanca e Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia, entre outras entidades e autarquias.

 




Conteúdo Recomendado