Deputado do PS pede ao Governo que defenda a ovelha bordaleira da Serra da Estrela

A questão surge devido às preocupações dos criadores que estão alarmados com a diminuição de cabeças de gado.

O deputado socialista eleito pela Guarda, Santinho Pacheco, questionou o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas dos Santos, sobre a disponibilidade do Governo estudar um programa de defesa e salvaguarda da ovelha bordaleira da Serra da Estrela, em parceria com a ANCOSE-Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Serra da Estrela.

A pergunta, feita ao abrigo do regimento parlamentar, surge devido às preocupações dos criadores, que segundo o deputado estão alarmados com a diminuição de cabeças de gado. “Quer os criadores dessa ovelha, quer os pastores em geral, começam a ficar alarmados com o número cada vez menor de cabeças”, salienta, recordando que “em consequência dos incêndios de 2017 o efetivo diminui em alguns milhares”.

Santiago Pacheco lembra que o queijo da Serra da Estrela é porventura o melhor queijo português e seguramente um dos melhores queijos artesanais do mundo. “É produzido a partir de leite cru da ovelha bordaleira e o seu fabrico é artesanal”, descreve.  “Após a ordenha, o leite é aquecido em banho maria, é-lhe adicionado o cardo e coalha; a sua maturação é lenta e ao fim de cerca de dois meses ganha um tom amarelado e apresenta uma pasta semi-mole e amanteigada”, prossegue, referindo-se ainda “ao saboroso requeijão obtido a partir do soro que escoa da francela durante a laboração do queijo”.

O deputado refere que, para que a Serra da Estrela continue a ter pastores que produzam o genuíno Queijo da Serra é preciso desde logo que se defenda a raça bordaleira.

“É preciso tomar medidas com urgência”, defende, recordando que “no passado existiu um programa de melhoramento da raça ovina da Serra da Estrela a partir da ANCOSE e teve como principal objetivo a defesa da raça e o melhoramento genético”.

Face a tudo isto, o parlamentar raiano pergunta se o ministro está disponível para a tomada de medidas concretas, nomeadamente “apoiar a instalação de centros de recria de borregas a serem disponibilizadas aos pastores ou outras instalações para melhoramento animal como forma de garantir o leite indispensável ao fabrico do Queijo da Serra”.



Conteúdo Recomendado