Feira de São Bartolomeu anima Trancoso

Começou na passada sexta-feira e prossegue até ao próximo domingo. Organização quer chegar aos 100 mil visitantes.

A secular feira de São Bartolomeu arrancou na sexta-feira, em Trancoso, e anteontem, após o primeiro fim de semana, o balanço «era francamente positivo», adiantava António Oliveira, presidente da AENEBEIRA – Associação Empresarial do Nordeste da Beira, coorganizadora do certamente com a autarquia.

Sem conseguir adiantar números, uma vez que só alguns dias tiveram entradas pagas e só a partir das 19 horas, António Oliveira não tem dúvidas que pelo recinto já passaram «dezenas de milhares de visitantes», mas o objetivo é chegar aos 100 mil. Este ano a organização da feira franca, criada em 1273, apostou numa tenda gigante na zona de concertos com 1.500 metros quadrados. Uma novidade que trouxe melhorias ao espaço da feira, garantindo maior comodidade ao público durante as noites mais frescas. Na cerimónia de abertura, Amílcar Salvador considerou que este «é um dos grandes eventos de toda a região Centro e sem dúvida o maior evento comercial do distrito da Guarda». Sendo agosto o mês dos emigrantes, o autarca de Trancoso não hesitou em subir as expetativas do sucesso da feira, pois sabe que o certame funciona como «um ponto de encontro» para quem está longe durante todo o ano. «Trancoso é um concelho de grandes eventos, grandes mercados e de grandes feiras e esta não será exceção» considerou o edil.

A feira de São Bartolomeu é considerada uma montra privilegiada das atividades económicas e dos serviços da região. Entre gastronomia, exposição e artesanatos o certame acolhe 172 expositores do concelho, da região e de outros pontos do país no campo da feira e no pavilhão multiusos, bem como diversos restaurantes, tasquinhas, bares e diversões. O setor da agropecuária também volta a marcar presença. A organização aposta numa mostra reservada aos criadores locais a realizar no último dia da feira, a 21 de agosto, no mercado do gado. E pela primeira vez haverá um concurso de raças de ovelhas churra mondegueiras, de cabras serranas e de vacas jarmelistas.

Concertos todas as noites

Os concertos, um dos principais pontos de atração da feira, também não poderiam faltar. Depois de David Carreira, que atuou na primeira noite, o palco da Feira de São Bartolomeu vai receber hoje à noite Diogo Piçarra e amanhã a música ficará a cargo de José Cida. Depois dos concertos, a noite está longe de chegar ao fim e fica a cargo de DJ’s até às 3h30 da manhã. No último dia realiza-se o tradicional festival de folclore da Associação Cultural e Recreativa de Trancoso, a partir das 16 horas. Esta edição da Feira de São Bartolomeu tem um custo total da ordem dos 115 mil euros, dos quais 74 mil euros, mais IVA, dizem respeito ao cartaz de espetáculos.



Conteúdo Recomendado