Apresentada a programação do Teatro Municipal da Guarda até julho

Um ciclo de jazz denominado “Guarda In Jazz” é um dos destaques da programação do Teatro Municipal da Guarda (TMG) para os próximos quatro meses, que inclui um total de 110 atividades, foi hoje anunciado.

Segundo Victor Afonso, programador cultural do TMG, o ciclo de jazz, a realizar entre 02 e 11 de junho, inclui seis concertos, a exibição de um filme e uma oficina.

Estão agendados concertos com o duo Filipa Lopes/Pedro Vieira de Almeida (02), projeto Spinifex (03), Trio de um Grilo (04), Ensemble Super Moderne (04), Espécie de Trio e Eduardo Cardinho Quinteto (09) e Maria João (com o projeto Ogre, 11).

O ciclo conta também com uma oficina de jazz orientada por Paulo Perfeito (04) e com a exibição do filme “Chico e Rita” (07).

Ainda na música, a agenda do TMG para os meses de abril, maio, junho e julho também inclui concertos do grupo Deolinda (27 de maio), do músico israelita Adam Ben Ezra (30 de abril) e do grupo Abrilux (25 de abril), entre outros.

Estão também calendarizados dois concertos de blues, com Tim Holehouse (12 maio) e Spookyman (19 maio) e a apresentação no novo projeto do músico César Prata denominado Populi Musica (30 junho).

A programação do TMG hoje apresentada em conferência de imprensa integra também teatro, com realce para as produções “Diário de um louco”, pelo Teatro do Calafrio (de 21 a 23 de abril), “Viúva papagaio”, por Circulando (20 de maio), “I Can’t Breathe”, com Elmano Sancho (25), “Clube dos Pessimistas”, pelo Teatro das Beiras (16 junho) e “Chefs”, pelo grupo de teatro cómico espanhol Yllana (08 julho).

Victor Afonso anunciou que a galeria de arte do TMG acolhe, de 28 de maio a 30 de julho uma exposição do escultor espanhol José Luís Coomonte, integrada no Simpósio Internacional de Pintura e Escultura Cidade da Guarda, a realizar no centro histórico da cidade, entre os dias 30 de maio e 14 de junho.

O programador cultural do TMG referiu que na nova temporada daquele equipamento estão representados onze países: Inglaterra, Holanda, Itália, Suíça, França, Luxemburgo, India, Israel, Alemanha, Espanha e Portugal.

Em sua opinião trata-se de uma programação assumidamente internacional, admitindo que é “talvez, a programação mais internacional dos últimos tempos”.

O vereador da cultura da Câmara Municipal da Guarda, Victor Amaral, considera que a agenda hoje apresentada representa “claramente uma aposta numa programação internacional” sendo, por isso, “abrangente, com uma clara aposta nos projetos de maior sucesso nacional e internacional nas mais variadas linguagens artísticas”.

No entanto, apontou que o TMG é “um teatro que está cada vez mais aberto” aos artistas e às instituições locais.

Indicou que a programação possui novidade e exclusividade, de modo a que o Teatro Municipal da cidade mais alta do país, que comemora o seu 11.º aniversário em abril, continue a afirmar-se como uma sala cultural importante no plano nacional.



Conteúdo Recomendado