Cuidado com os emails que dizem “apoio ao cliente”

Mensagens estão em nome da CGD, Montepio Geral e Novo Banco, mas não passa de uma tentativa de alguém se apoderar de dados confidenciais.

Muitos portugueses estão a ser alvo de uma tentativa de fraude financeira através da internet. No esquema conhecido por “phishing”, o perigo chega através do correio eletrónico.

As mensagens estão em nome da Caixa Geral de Depósitos, Montepio Geral e Novo Banco e como assunto referem “apoio ao cliente”, mas não passa de uma tentativa de alguém se apoderar de dados confidenciais, independentemente de serem clientes ou não dessas instituições bancárias.

Estes emails solicitam aos destinatários a atualização do cartão matriz. O alegado processo é descrito como simples e rápido para o qual basta iniciar a atualização, mas se clicar vai ser encaminhado para uma página falsa. Os cibercriminosos ficam com acesso às informações necessárias para movimentar as contas.

“Há uma hiperligação que automaticamente nos conduz para uma página onde todo o grafismo parece uma página de um banco, quando na realidade é falsa. São pedidos uma série de dados, como o cartão matriz, que em regra o banco alerta e especifica que nunca são pedidos estes números na íntegra, precisamente para que não ocorram este tipo de fraudes”, descreve à Renascença Carla Varela, jurista do gabinete de estudos da Deco.

Como ter uma atitude preventiva? Arranjar um programa antivírus que protege destes emails de origem duvidosa. “Devemos ainda confirmar o endereço do site que estamos a escrever e se tem o https em que “s” significa segurança”, alerta.




Conteúdo Recomendado