Covid-19: Termas do Centro lançam blogue em mais um passo para a reabertura

A rede Termas do Centro lançou hoje um blogue que mostra “os múltiplos benefícios das águas termais, através de estudos científicos”, em mais um passo para a reabertura gradual das suas estâncias, provavelmente a partir de junho.

“Este novo blogue foi pensado para mostrar a todos as muitas experiências de que podem usufruir numa deslocação às Termas, assim que for possível voltarem a desfrutar em pleno do bem-estar proporcionado pelas nossas estâncias”, explica Adriano Barreto Ramos, coordenador da rede Termas do Centro.

Em abril, Adriano Barreto Ramos antecipou que, em junho, estarão reunidas condições para que estas estâncias reabram ao público, ainda que com “alteração de procedimentos” devido à covid-19.

Por esta altura, garante o coordenador da Rede, as estâncias que integram o consórcio Termas do Centro “estão a preparar ativamente a reabertura da atividade termal, de forma que aconteça com toda a segurança”.

A reabertura acontecerá em alinhamento com a Associação das Termas de Portugal, nomeadamente com a sua Comissão Técnico Científica, que está em contacto com as suas congéneres europeias, na definição de um conjunto de medidas a desenvolver para reforço da segurança de instalações e equipamentos.

“Há indicadores que nos fazem acreditar que, assim que for ultrapassada a fase mais crítica da atual pandemia, quem viaja vai ter uma preocupação mais acentuada em escolher destinos não massificados, que lhes ofereçam garantias de segurança, higiene e tranquilidade. As Termas do Centro reúnem todas estas garantias”, refere o coordenador da Rede.

Adriano Barreto Ramos garante que “há muito que os procedimentos de segurança estão implementados nas termas e estas, além do mais, estão situadas em locais de grande beleza natural e tranquilidade”.

Acessível em www.termascentroblog.pt, o blogue relata histórias sobre as Termas, “demonstra os múltiplos benefícios das águas termais, através de estudos científicos, e descreve os muitos tratamentos disponíveis”.

Inclui ainda, em conjugação com o ‘site’ oficial da Rede, “sugestões de passeios em família nas zonas envolventes ou as melhores receitas regionais para experimentar em casa”.

“As Termas são o destino ideal para o pós-covid-19, até por serem particularmente eficazes no reforço do sistema imunitário, como está comprovado, o que permite resistir melhor aos riscos que todos os anos surgem, especialmente no que respeita às vias respiratórias. O papel das Termas na prevenção da doença e na promoção da saúde é muito importante, além da vertente terapêutica”, diz ainda Adriano Barreto Ramos.

A rede Termas Centro, cujo promotor líder é a Associação das Termas de Portugal – Delegação Centro – é um projeto cofinanciado pelos programas operacionais Centro 2020, Portugal 2020 e pela União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), no âmbito da Estratégia de Eficiência Coletiva PROVERE (Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos).

As estâncias termais que integram o projeto são as Termas de Alcafache, Termas de Almeida – Fonte Santa, Termas de Águas – Penamacor, Caldas da Felgueira, Caldas da Rainha, Termas do Bicanho, Termas do Carvalhal, Termas da Curia, Termas do Cró, Termas da Ladeira de Envendos, Termas de Longroiva, Termas de Luso, Termas de Manteigas, Termas de Monfortinho, Termas de Monte Real, Termas da Piedade, Termas de Sangemil, Termas de S. Pedro do Sul, Termas de Unhais da Serra, Termas de Vale da Mó e Termas do Vimeiro.



Conteúdo Recomendado