Covid-19: Realidade agora é “diferente” do tempo em que não havia vacina

Chefe de Estado afastou ontem a hipótese de o país regressar ao Estado de Emergência.

O Presidente da República defendeu esta quarta-feira que a situação pandémica tem de ser encarada “com outros olhos” porque a “realidade” mudou devido à vacinação.

“Temos hoje, acima dos 80, praticamente todos vacinados”, disse, em declarações aos jornalistas, após visitar um museu em Sintra. Além das pessoas com mais de 80 anos, estão igualmente praticamente todos vacinados nas faixas etárias acima dos 70 e dos 60. “Acima dos 50 [há] um número muito significativo”, continuou, referindo que brevemente a vacinação chegará também à população acima dos 40 e acima dos 30. “Isto é completamente diferente do tempo em que não existia [vacinação]. O que significa olhar com outros olhos, porque a realidade é diferente”, rematou.

O Presidente afastou esta terça-feira um possível regresso ao Estado de Emergência no país devido à evolução da pandemia. “Está fora de questão regresso ao Estado de Emergência”, afirmou, momentos antes de o Governo ter anunciado as novas medidas a implementar na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Recorde-se que o número de infetados tem vindo a subir, em particular em Lisboa, onde há 10 freguesias com incidência acima de 120 casos por 100 mil habitantes.

Lacerda Sales anunciou, além de um aumento da testagem em Lisboa, a aceleração da vacinação nas pessoas com idades acima dos 40 e acima dos 30. No entanto, o Governo esclareceu mais tarde que isso mesmo acontecerá, não só na capital, mas sim em todo o país.


Conteúdo Recomendado