Covid-19: Município do Sabugal disponibiliza computadores e internet a 60 alunos

O município do Sabugal está a entregar computadores portáteis e acessos à internet a cerca de 60 alunos do concelho, para que possam acompanhar o ensino à distância a partir de segunda-feira, foi hoje anunciado.

“Todos os alunos que estão sinalizados estão a ser contactados para virem levantar os equipamentos hoje e amanhã [sexta-feira] para, a partir de segunda-feira, terem o necessário para acompanharem a atividade letiva”, disse hoje à agência Lusa Sílvia Nabais, vereadora com o pelouro da Educação na Câmara Municipal do Sabugal.

Segundo a autarca, os alunos recebem os computadores e os ‘routers’ para acesso à internet disponibilizados pelo município “através da sinalização” que foi feita pelo Agrupamento de Escolas do Sabugal.

“Neste momento, estão sinalizados cerca de 60 alunos. Na primeira fase [em 2020, quando foram realizadas aulas à distância devido à pandemia], um bocadinho por estimativa, adquirimos logo vários computadores que chegam para as necessidades que têm vindo a surgir. Se for necessário serão adquiridos mais”, referiu Sílvia Nabais.

A vereadora lembra que “logo no início da pandemia”, uma das primeiras medidas do município do Sabugal “foi a aquisição de computadores e de ‘routers’ para emprestar aos alunos que não tivessem meios, para assegurar que nenhuma criança no concelho ficasse sem acesso aos conteúdos letivos por causa da falta de meios”.

Os equipamentos foram recolhidos no período de férias e estão a ser novamente disponibilizados aos alunos mais necessitados do concelho.

Há duas semanas, o Governo anunciou o encerramento das escolas de todos os níveis de ensino do continente, durante 15 dias, para tentar travar os contágios pelo novo coronavírus, período que será compensado nas férias do Carnaval, da Páscoa e durante o verão.

Posteriormente, na quinta-feira da semana passada, o executivo determinou a retoma das atividades letivas a partir da próxima segunda-feira, 08 de fevereiro, em regime de ensino não presencial.

No ano passado, no início da pandemia de covid-19, as aulas presenciais foram interrompidas em meados de março, tendo o segundo e terceiro períodos decorrido em ensino à distância. Os alunos dos 1.º e 2.º ciclos só regressaram às escolas no início deste ano letivo, em setembro.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.269.346 mortos resultantes de mais de 104,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 13.482 pessoas dos 748.858 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.



Conteúdo Recomendado