Covid-19: ExpoSerra de Gouveia comemorada com mercado virtual com duração de seis meses

A ExpoSerra – Feira de Atividades Económicas da Serra da Estrela será comemorada este ano com a realização de um mercado virtual que terá a duração de seis meses, anunciou hoje a Câmara Municipal de Gouveia.

O município de Gouveia refere em comunicado enviado à agência Lusa que, “face às restrições resultantes do combate à pandemia covid-19, que impediram a realização da ExpoSerra nos moldes habituais, optou por realizar um mercado de vendas ‘online’, com o objetivo de promover os produtos endógenos e o artesanato local e potenciar as suas vendas”.

A autarquia presidida por Luís Tadeu refere na nota que criando sinergias entre a plataforma DOTT e os CTT decidiu “reinventar a ExpoSerra, transformando-a no Mercado Virtual da Serra da Estrela, que decorrerá, este ano, por um período de seis meses, entre os dias 20 de fevereiro e 21 de agosto”, em formato inteiramente digital.

“Contando, numa fase inicial, com a adesão de 17 produtores, aos quais se poderão juntar outros no decurso do evento, o certame permitirá que os mesmos apresentem os seus produtos e realizem a venda e o transporte rápido e seguro dos mesmos até casa dos clientes, residentes em Portugal continental ou arquipélagos”, adianta a fonte.

O município de Gouveia, no distrito da Guarda, sublinha que com esta adaptação “conseguirá cumprir os objetivos fundamentais da ExpoSerra, continuando a promover as atividades económicas, a valorizar o tecido empresarial, os produtos endógenos, o artesanato, o turismo de natureza e as tradições e cultura, enquanto marcas identitárias do concelho de Gouveia e da região da Serra da Estrela”.

A autarquia de Gouveia tem promovido anualmente a ExpoSerra, no período do Carnaval, para divulgar as potencialidades locais e captar visitantes para o território.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.253.813 mortos resultantes de mais de 103,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 13.017 pessoas dos 731.861 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.



Conteúdo Recomendado