Covid-19: Dois mortos em lar da Santa Casa da Misericórdia da Mêda

A Santa Casa da Misericórdia da Mêda, no distrito da Guarda, anunciou hoje que morreram duas pessoas na sequência de um surto de covid-19 num dos três lares da instituição.

Segundo o provedor da instituição, que publicou a informação nas redes sociais, tratam-se de dois utentes com “patologias graves associadas”, que residiam no lar Joaquim Nunes Saraiva – Fase 1.

Na quinta-feira foi divulgado a existência de um surto de infeções com o novo coronavírus naquele espaço que infetou 65 utentes e 26 funcionários, situação que se mantém hoje inalterada “no número de casos ativos”.

De acordo com o provedor Anselmo Sousa, que também é o presidente da Câmara Municipal de Mêda, foi ainda detetado um caso positivo no lar Nossa Senhora de Fátima.

Para além do Lar Joaquim Nunes Saraiva – Fase 1 (com 70 utentes), a Santa Casa da Misericórdia de Mêda possui mais dois: Lar Joaquim Nunes Saraiva – Fase 2 (com 35 utentes) e Lar de Nossa Senhora de Fátima (46 utentes).

Os utentes e funcionários (de um universo de 90) com resultado positivo estão todos relacionados com o Lar Joaquim Nunes Saraiva – Fase 1.

No comunicado de hoje, a Santa Casa da Misericórdia de Mêda informa que decorrem testes a todos os funcionários e utentes do Lar Nossa Senhora de Fátima e Joaquim Nunes Saraiva – Fase 2.

A instituição informa ainda que o espaço para as Atividades de Tempos Livres vai estar encerrado nas próximas duas semanas.

Portugal contabiliza pelo menos 7.045 mortos associados à covid-19 em 423.870 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O estado de emergência decretado em 09 de novembro para combater a pandemia foi renovado até 07 de janeiro, com recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.



Conteúdo Recomendado