Cova da Beira vai ter uma unidade residencial para pessoas idosas com demências

O protocolo entre várias entidades será assinado no próximo dia 2, no Pavilhão Gimnodesportivo de Caria, junto ao local onde será erguida esta nova unidade.

No próximo dia 2 de dezembro, às 18h30, realiza-se a cerimónia de assinatura de protocolo no âmbito da criação da Plataforma Supramunicipal de Intervenção Social da Cova da Beira, no Pavilhão Gimnodesportivo de Caria.

O protocolo será assinado por quatro entidades da região, nomeadamente, a Santa Casa da Misericórdia de Belmonte (Belmonte), a Mutualista Covilhanense (Covilhã), a Santa Casa da Misericórdia do Fundão (Fundão) e a Associação de Solidariedade Social da Freguesia de Silvares – Centro Comunitário das Lameiras (Fundão).


Segundo os promotores, esta Plataforma Supramunicipal de Intervenção Social da Cova da Beira terá como finalidade promover redes de cooperação institucional assentes em programas e projetos que permitam responder de forma solidária e sustentada às novas realidades sociais das populações deste território.


Um dos grandes projetos desta Plataforma é a criação de uma Estrutura Residencial para Pessoas Idosas vocacionada para as demências. De resto, o Pavilhão Gimnodesportivo de Caria fica localizado mesmo ao lado do edifício que irá acolher esta nova unidade, que servirá toda a Cova da Beira.




Conteúdo Recomendado