Conta da luz aumenta 1,14 euros em 2015

http://www.downloadswallpapers.com/papel-de-parede/luz-da-lampada-14979.htm

A conta da luz vai subir 3,3% em janeiro de 2015, anunciou ontem a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

Este aumento, que é ainda uma proposta que terá de ser aprovada até 15 de dezembro, traduz-se em mais 1,14 cêntimos numa fatura média mensal de 35,3 euros (já com IVA a 23%).

Contudo, dos cerca de seis milhões de consumidores que existem no país, apenas cerca de 2,5 milhões serão afetados por este aumento, porque são aqueles que estão ainda no mercado regulado.

Dos restantes 3,5 milhões de clientes, cerca de três milhões não serão afetados porque já estão no mercado livre, onde são as empresas a definir os preços, e cerca de 500 mil terão direito a uma tarifa social, que este ano vai mesmo descer.

Segundo a mesma proposta do regulador apresentada, esta tarifa terá uma redução de 14% em 2015 e traduz-se em menos 3,11 euros numa fatura média mensal de 19 euros (também já com o IVA a 23%). Uma descida que se justifica com as recentes medidas tomadas pelo governo e que não só aumentaram o desconto atribuível de 20% para 34%, como alargaram o número de beneficiários de 66 mil, para os já referidos 500 mil clientes.

A tarifa social será válida por um ano, ou seja, não sofrerá qualquer oscilação ao longo de 2015, mas a tarifa regulada, que agora aumenta 3,3%, é revista de três em três meses e nessas revisões podem subir, descer ou ficar na mesma. Por exemplo, este ano, os preços mantiveram-se em todas as revisões. Isto acontece porque, desde 2013, estas tarifas são transitórias, ou seja, acabam no final do próximo ano, quando acaba de vez o mercado regulado e todos os clientes têm de estar no mercado livre.



Conteúdo Recomendado