Conselho de Ministros aprova alteração a ordenamento da albufeira do Sabugal

O Conselho de Ministros aprovou hoje a alteração do Plano de Ordenamento da Albufeira do Sabugal, deliberação que foi recebida com satisfação pelo presidente da câmara que iniciou o processo em março de 2010.

A decisão foi tomada “de forma a adequar as opções do plano [de ordenamento] para o espaço de recreio e lazer da referida albufeira, mantendo a capacidade de carga estipulada e a área de ocupação delimitada na respetiva planta de síntese”, indica o comunicado do Conselho de Ministros.

O presidente da autarquia do Sabugal, António Robalo (PSD), reagiu à decisão dizendo à agência Lusa que o dia de hoje é “feliz”.

“É um dia feliz. É uma boa nova, porque vai permitir outra capacidade de edificação, outra distribuição espacial do edificado e mais qualidade de vida num projeto de alojamento turístico”, disse o autarca.

O processo de alteração do Plano de Ordenamento da Albufeira do Sabugal, foi iniciado pela câmara municipal em 16 de março de 2010, lembrou.

“A autorização foi pedida porque não era permitida construção a menos de 250 metros de afastamento da água [da albufeira] e, com esta alteração, passa a poder construir-se a 150 metros”, indicou.

António Robalo explicou que “o problema” surgiu “quando se tentou fazer a implementação de um projeto ‘Ofelia Club’, na área do turismo de saúde, e verificou-se que a área condicionada não estava de acordo com as necessidades do projeto com qualidade”.

O projeto não foi concretizado, mas o autarca reconhece que a decisão hoje tomada pelo Conselho de Ministros vai permitir “uma possibilidade mais agilizada para outro investimento similar” dado que haverá “um aumento da atratividade” da albufeira do Sabugal.

A barragem do Sabugal, com uma capacidade de armazenamento de 114 milhões de metros cúbicos de água, foi inaugurada no dia 1 de março de 2000 pelo então primeiro-ministro António Guterres.

A obra custou 22 milhões de euros e foi de grande importância para a conclusão do Regadio da Cova da Beira.




Conteúdo Recomendado