Colóquio de Arqueologia e História de Penamacor reuniu investigadores de Portugal e Espanha

O segundo Colóquio de Arqueologia e História do Concelho de Penamacor contou com a apresentação de mais de 30 comunicações de Portugal e Espanha.

De 25 a 27 de outubro, Penamacor recebeu investigadores de várias instituições de ensino superior de Portugal e Espanha, no II Colóquio de Arqueologia e História do Concelho de Penamacor – 40 anos depois – Ciências, Territórios e Saberes em Mudança. No evento foram apresentadas mais de 30 comunicações, que contribuíram para o conhecimento do património e história do território raiano, e onde ficou a promessa da criação de um Centro de Estudos Transfronteiriço.

A Universidade da Beira Interior, Universidade de Coimbra, Universidade de Évora, Instituto Politécnico de Castelo Branco, Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova, Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco, CEAUCP – Faculdade de Arquitetura do Porto, Universidade de Salamanca, Consejo Superior de Investigaciones Científicas – CSIC e Universidade de Valência foram algumas das instituições representadas no evento.

Dedicado à Memória do Primeiro Colóquio, o primeiro dia do evento ficou marcado pelas homenagens a Candeias da Silva, António Lopes Pires Nunes e Fernando Patrício Curado, por todos os trabalhos realizados e publicados em prol da região nas áreas de Arqueologia e História. Também Silvina Silvério e José Luís Cristóvão foram homenageados por deixarem testemunhos arqueólogos e históricos para a região e para o concelho de Penamacor em particular.

No segundo dia foram apresentados três painéis dedicados aos temas “Território Malcata-Gata, entre a Pré-História e o Domínio Romano”, “Tempos de Guerra e de Paz na Fronteira Penamacor Extremadura do Século XII ao Século XX” e “Patrimónios Materiais e Imateriais da Raia Luso-Extremenha”. No último dia do Colóquio desenrolaram-se diversas visitas guiadas ao património histórico e arqueológico da região, com paragens no Convento de Santo António de Penamacor, Bemposta e Salvaleón.

Na sessão de encerramento, o presidente da Câmara Municipal de Penamacor referiu que “espera que dentro de quatro ano se realize nova edição do evento, elogiando o trabalho histórico e científico produzido neste segundo colóquio”.

O II Colóquio de Arqueologia e História do Concelho de Penamacor – 40 anos depois – Ciências, Territórios e Saberes em Mudança pretendeu assinalar os 40 anos da reunião pioneira que decorreu em 1979. Segundo uma nota informativa, o evento teve, ainda, como objetivo atualizar e renovar as problemáticas, os objetos de estudo e as linhas de investigação das duas áreas que se encontraram em debate, numa perspetiva transfronteiriça e de futuro comum.




Conteúdo Recomendado