CIM-BSE cria incentivos para jovens de todo o território

Trata-se de um protocolo com a “Movijovem” para a criação de um cartão jovem comum para todos os municípios.

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE) aprovou a assinatura de um protocolo com a “Movijovem” para a criação de um cartão jovem comum para todos os municípios do território. Atualmente cada autarquia criou os seus próprios benefícios mas, de acordo com Paulo Fernandes, a opção pode ser mais vantajosa para as populações caso se estabeleça um entendimento comum entre todos.

 “Em vez de estarmos com as componentes dos nossos cartões jovens municipais aprovámos a celebração de um protocolo com a «movijovem» para que se possa avançar com a criação de um cartão intermunicipal. Isso significa que se abre um leque de oportunidades ao nível dos agentes públicos mas também no sector privado e por isso nas próximas semanas pretendemos definir todas essas discriminações para que elas sejam comunicadas e posteriormente serem implementadas em todo o território”.

Na última reunião da CIM-BSE, os autarcas aprovaram ainda as áreas que vão ser negociadas com a CCDR tendo em vista a concretização da ideia de criar uma unidade permanente em Bruxelas “queremos valorizar a marca Serra da Estrela como uma âncora e todos os produtos que lhe estão associados como as aldeias históricas, o património religioso, as aldeias de xisto ou as áreas protegidas. Nós queremos criar essa estrutura de missão, que pode ter um papel muito importante nesse sentido, e depois de uma primeira ronda de negociações com a CCDR, estivemos hoje a acertar as linhas mestres para a fase final dessa negociação”.




Conteúdo Recomendado