“Chegou o tempo” é a nova campanha do Centro de Portugal para o mercado interno

“Chegou o tempo” é o mote da nova campanha do Turismo do Centro de Portugal direcionada ao mercado interno, que vai estar em vigor até agosto nos vários meios digitais e tradicionais.

A campanha, lançada esta segunda-feira, 18 de maio, no Museu de Aveiro, dia em que marca também a reabertura dos museus e restaurantes a nível nacional pós período de confinamento, pretende convidar os residentes em Portugal a fazerem o que gostam e que já não fazem há muito tempo: revisitar o Centro de Portugal.

Pedro Machado, presidente da entidade regional de turismo, evidenciou que, após a campanha “Haverá tempo” que marcou o ciclo do confinamento, chegou a altura de iniciar um novo período focado “reabertura, da estabilidade e da retoma responsável” do turismo em Portugal.

Orçada em 283 mil euros, com o co-financiamento de 85% do Centro 2020, a campanha “Chegou o Tempo” assenta em três premissas essenciais, segundo o responsável. “A campanha é um apelo, é uma campanha motivadora e inspiracional, no sentido de irmos todos à procura daquilo que gostamos de fazer e que já não fazemos há muito tempo”, desde desfrutar de uma refeição com os amigos, de visitar museus, navegar e viajar pelo país, entre outras, descreveu.
Esta é também uma campanha que “nos faz um apelo do turismo em contacto com o ar livre, o ambiente, com a natureza, com o mar, com as praias fluviais. Tudo aquilo que é a oferta integrada que Portugal tem e que pode e deve estar na preferência dos portugueses”, indicou o responsável, realçando que a mesma vai estar focada nas principais tendências que vão marcar esta retoma do turismo nacional: viagens em família ou pequenos grupos de amigos, com veículo próprio e de curta distância. “É fácil no Centro de Portugal termos múltiplas experiências turísticas sem sairmos para uma distância muito longa”, complementou.

“Segundo ponto é uma campanha que, fazendo o apelo para consumirmos Portugal e em particular o Centro de Portugal, está a dizer que este é o tempo de ajudarmos os portugueses, de não deixarmos nenhum português para trás. Através das nossas escolhas, das nossas reservas no alojamento, no restaurante, num hotel, estamos a contribuir para que os portugueses possam retomar a sua vida, a sua atividade económica”, realça, evidenciando o “sentido patriótico” da mesma.

Por último, a campanha “Chegou o tempo” faz ainda um apelo à cidadania. “Por muitos protocolos que façamos, por muitas regras que cumpramos isto tem dois sentidos: tem um sentido nosso, responsável de podermos fazer com que as empresas, o Turismo cumpra todas as regras e normas para que as pessoas sintam segurança, mas há um segundo sentido, as pessoas têm que ser cívicas, cidadãs e cidadãos de primeira porque têm de respeitar essas regras”, destacou.

O presidente do Turismo Centro de Portugal realçou ainda que esta campanha, e este novo tempo no turismo em Portugal, vai “ser uma oportunidade única de esbatermos estas assimetrias entre litoral e interior”.

A campanha conta com várias imagens e um vídeo promocional (em baixo), que conta com uma nova versão que vai ser divulgada em julho. Também em julho, vai ser apresentada uma campanha dirigida ao mercado espanhol, que marca a segunda fase de promoção do destino pós período de confinamento. Somente em outubro está programada ações promocionais direcionadas a outros mercados internacionais.




Conteúdo Recomendado