Centro de Apoio à Vida Independente da ADM Estrela apresenta amanhã projeto-piloto MAVI

O Projeto-piloto em execução pela ADM Estrela propõem-se a disponibilizar assistência pessoal para 19 pessoas com deficiência ou incapacidade igual ou superior a 60 por cento.

Amanhã, dia 29 de maio, quarta-feira, o Centro de Apoio à Vida Independente (CAVI) da ADM Estrela – Associação Social e Desenvolvimento realiza a primeira ação de Sensibilização do Projeto-Piloto Modelo de Apoio à Vida Independente (MAVI).

O Projeto-piloto Modelo de Apoio à Vida Independente, co-financiado pelo PO ISE encontra-se em execução pelo CAVI da ADM Estrela até 31 de dezembro de 2020. Esta iniciativa propõem-se a disponibilizar assistência pessoal para 19 pessoas com deficiência ou incapacidade certificada por atestado multiuso de incapacidade igual ou superior a 60 por cento.

A apresentação está agendada para as 09h30, e terá lugar no auditório central do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), e conta com a presença da Secretária de Estado para a Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, do Presidente da Autoridade de Gestão do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Domingos Ferreira Lopes, e do Presidente do Instituto Nacional para a Reabilitação, IP, Humberto Santos. A sessão de abertura conta também com a presença do presidente do IPG, Joaquim Brigas, do presidente da Câmara Municipal da Guarda, Carlos Chaves Monteiro e o presidente da direção da ADM Estrela, Bernardino Gata Silva.

A iniciativa, que contará com representantes de diversas entidades locais e nacionais, visa difundir os princípios orientadores do MAVI, sensibilizando os diferentes agentes sociais do distrito para este novo conceito de serviços a pessoas com deficiência ou incapacidade, que permitirá contribuir decisivamente para a inclusão social efetiva de pessoas com diversidade funcional no concelho da Guarda e territórios adstritos, através da disponibilização de assistência pessoal, explica uma nota da organização.

Nesta sessão serão apresentados os princípios orientadores do Modelo de Apoio à Vida Independente, informando e sensibilizando os diferentes agentes sociais interventores sobre os destinatários do Projeto, candidatura e critérios de admissão.

A iniciativa dirige-se a técnicos, dirigentes, profissionais nas áreas de Ação Social e Reabilitação, nomeadamente IPSS’s, serviços de saúde, agentes políticos, forças de segurança, famílias e à comunidade em geral.

A entrada é livre, no entanto é necessário efetuar a inscrição através dos contactos 966 943 782 / 271 221 579 ou AQUI.



Conteúdo Recomendado