Castelo Branco quer reduzir o IMI para famílias com filhos

A Câmara de Castelo Branco anunciou esta quarta-feira que pretende reduzir o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para as famílias com filhos e que vai manter a taxa geral no valor mínimo permitido por lei.

A proposta, que vai ser votada amanhã na reunião do executivo, prevê uma redução do IMI em 15% para famílias com três ou mais dependentes, 10% para as que têm dois e de 05% para as famílias com um dependente a cargo.

“Chegou o momento de tomar uma decisão e decidimos aderir ao ‘IMI familiar’ depois de ponderarmos sobre todos os aspetos que tínhamos que ter em consideração”, disse à agência Lusa o presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia (PS).

O PSD local e o CDS-PP já tinham apresentado em assembleia municipal moções sobre o IMI familiar, cuja proposta incluía a redução do IMI em 10% para as famílias com um filho, em 15% para as famílias com dois filhos e em 20% para as famílias com três (ou mais) filhos.

A oposição chegou a acusar o PS local de manifestar um “absoluto desprezo” pelas famílias, após rejeição do desagravamento fiscal através IMI familiar.

À Lusa, o presidente do município explicou que na altura em que PSD e CDS-PP apresentaram a proposta sobre o IMI o assunto não foi debatido porque era necessário ponderar sobre a questão.

“Disse que não levava o assunto de propósito [à reunião] para pensar e ponderar sobre essas questões e foi-lhes explicado isso. Chegou o momento de tomar uma decisão e foi o que fizemos”.




Conteúdo Recomendado