Campanha “Um Milhão de Sementes para o Vale do Côa”

Iniciativa de voluntariado para conservação de bosque autóctone No âmbito do projecto “Bosques da Faia Brava”, a Associação Transumância e Natureza (ATN), com sede em Figueira de Castelo Rodrigo, desafia a passar dias diferentes, dedicados à conservação do bosque autóctone, através da iniciativa de voluntariado “1 Milhão de Sementes para o Vale do Côa”. Com […]

Iniciativa de voluntariado para conservação de bosque autóctone

No âmbito do projecto “Bosques da Faia Brava”, a Associação Transumância e Natureza (ATN), com sede em Figueira de Castelo Rodrigo, desafia a passar dias diferentes, dedicados à conservação do bosque autóctone, através da iniciativa de voluntariado “1 Milhão de Sementes para o Vale do Côa”.

Com o apoio de voluntários, a ideia é recuperar e melhorar o coberto florestal de áreas que foram afectadas pelos incêndios, as principais linhas de água e zonas agrícolas abandonadas, contribuindo assim para a conservação do mosaico agro-florestal e das espécies florísticas e faunísticas que dele dependem.

A grande meta desta iniciativa é recolher e semear um milhão de sementes de árvores autóctones nos próximos cinco anos, numa área de cerca de 500 hectares, incluindo freixos, sobreiros, azinheiras, carvalhos negral e cerquinho, lodão bastardo e zelha.

As inscrições para participar estão abertas. A campanha está a decorrer desde o dia 15 de Outubro e prolonga-se até 15 de Março do próximo ano, havendo iguais períodos entre 2009 e 2013. O local é a Reserva da Faia Brava, em Algodres, concelho de Figueira de Castelo Rodrigo.

As tarefas principais são: recolha de sementes, manutenção do viveiro florestal, plantação de árvores e sementes, a que se juntam outras, como a observação de aves, monitorização de fauna, manutenção de pombais, podas de azinheiras e sobreiros, percursos pedestres e gestão da manada de garranos.

A ATN oferece alojamento em acampamento ou casa, dependendo do período de participação (mínimo uma semana).

O projecto

O projecto “Bosques da Faia Brava”, para a recuperação e conservação do bosque mediterrâneo aberto, depende em grande parte do apoio de cerca de 40 voluntários, que anualmente participam em acções de reflorestação com árvores autóctones e acções de vigilância contra fogos florestais. Desde 2005, foram plantadas na Reserva da Faia Brava cerca de 15.000 árvores, num esforço inédito na região de Riba-Côa, e apoiado por municípios, escolas, associações e pela Reserva Natural da Serra da Malcata.

A iniciativa “1 Milhão de Sementes para o Vale do Côa” vem de encontro a uma necessidade urgente da ATN, de conseguir mais apoios para a recuperação de áreas extensas e linhas de água, que foram destruídas por violentos fogos florestais, até ao Verão de 2003.




Conteúdo Recomendado