Câmara do Sabugal alerta para praga da vespa dos castanheiros

A Câmara Municipal do Sabugal está a apelar aos agricultores do concelho para que estejam atentos à eventual presença da vespa dos castanheiros, uma praga que constitui “uma ameaça real” para os soutos.

“A vespa do castanheiro (Dryocosmus kuriphilus) é uma praga que destrói os gomos” dos castanheiros, segundo a autarquia do Sabugal. A fonte adianta que o inseto foi recentemente detetado perto de Barcelos, “tendo já grande incidência em muitas árvores”. “O inseto está espalhado pela Europa, provocando quebras muito grandes na produção de castanha. Esta praga é uma ameaça real aos soutos portugueses. Os gomos afetados originam ramos deformados, em forma de galhas, e perdas de produção”, indica. A autarquia pede aos agricultores que caso detetem “a presença deste tipo de ramos em algum castanheiro” comuniquem “imediatamente” aos Serviços Regionais de Agricultura ou ao Município do Sabugal (Serviço de Estratégia e Desenvolvimento). Na nota, publicada na página da internet do Município do Sabugal, é explicado que a mais recente praga do castanheiro, “embora seja chamada de vespa, é mais parecida com um mosquito”. O inseto entrou na Europa, via Itália, em 2002. Em 2005, penetrou em França e em 2012 chegou às Astúrias (Espanha), explica. A Câmara Municipal do Sabugal também indica que a praga provocou uma quebra “de mais de 50% na produção italiana de castanha até que tivesse sido desenvolvido o método de luta biológica com o parasitoide Torymus Sinensis”.

 

 

 

 



Conteúdo Recomendado