Câmara da Guarda recupera edifícios no centro histórico para instalar associações

A Câmara Municipal da Guarda está a recuperar edifícios degradados do centro histórico para criar um quarteirão associativo e ali instalar associações locais.

“A nossa disponibilidade é para instalar aí algumas associações culturais, desportivas, enfim, fazer ali um grande núcleo do mundo associativo”, disse o presidente da autarquia, Álvaro Amaro (PSD).

A recuperação dos imóveis, apoiada por fundos comunitários, insere-se no projeto de Reabilitação dos Edifícios Municipais na Zona do Torreão (Torre Velha), na parte antiga da cidade.

Segundo o município da Guarda, trata-se de um investimento global de 447 mil euros, que tem uma comparticipação de 380 mil euros, através do Portugal 2020.

Com a intervenção em curso, a autarquia vai recuperar edifícios numa zona onde já estão instaladas três associações: o Aquilo Teatro, a Associação de Jogos Tradicionais da Guarda e o Clube de Montanhismo da Guarda.

No âmbito da política de recuperação de edifícios municipais do centro histórico, no dia da cidade, assinalado na terça-feira, o município presidido por Álvaro Amaro inaugurou nove casas, destinadas ao arrendamento jovem.

As habitações, situadas na rua dos Cavaleiros, junto do largo da Sé Catedral, vão servir para “ajudar a dar vida ao centro histórico da Guarda”, vaticina o presidente da Câmara Municipal.

As obras foram realizadas no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano da Guarda e cofinanciadas pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, no âmbito do Programa Centro 2020.




Conteúdo Recomendado