Câmara da Guarda entrega 11 habitações em regime de arrendamento

Dos 10 apartamentos existentes, a autarquia arrendou oito e ficou com dois vagos para dar resposta à eventual fixação de “determinados quadros” na Guarda, explicou o edil.

A Câmara Municipal da Guarda procede hoje à entrega de 11 habitações em regime de arrendamento e mantém dois apartamentos na sua posse para disponibilizar a “quadros” que venham a fixar-se na cidade, anunciou o seu presidente.

Segundo Álvaro Amaro, a autarquia da cidade mais alta do país procederá pelas 18 horas, numa sessão a realizar nos Paços do Concelho, à assinatura de oito contratos de casas em regime de renda condicionada e de três contratos de arrendamento, no âmbito da habitação social, em regime de renda apoiada.

O autarca adiantou aos jornalistas, no final da reunião de hoje do executivo municipal, que serão entregues oito apartamentos do denominado prédio Polis, edificado no bairro do Rio Diz, no âmbito do Programa Polis Guarda.

“É mais uma grande obra deste meu mandato. É um momento que eu considero muito importante”, declarou.

Álvaro Amaro lembrou que só agora foi possível arrendar os apartamentos, porque quando iniciou funções de presidente da autarquia da Guarda, em 2013, verificou que o prédio não estava registado em nome do município.

“A Câmara [Municipal da Guarda] não era proprietária para o poder vender ou arrendar”, disse, referindo que o seu executivo trabalhou “muito para o registar” em seu nome.

Após o registo do prédio, a autarquia colocou os 10 apartamentos à venda, mas o mercado “não respondeu” e foi então seguida a via do arrendamento.
Dos 10 apartamentos existentes, a autarquia arrendou oito e ficou com dois vagos para dar resposta à eventual fixação de “determinados quadros” na Guarda, explicou.

“Se virmos que não há necessidade, vamos colocá-los no mercado”, esclareceu.

A autarquia também procede hoje à entrega de três casas de habitação social, em regime de renda, com base num regulamento, a três famílias que “vão dispor de habitação condigna”.




Conteúdo Recomendado