Banco Alimentar da Cova da Beira com nova campanha

https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/t31.0-8/859544_541432942545574_1087605914_o.jpg

O Banco Alimentar Contra a Fome da Cova da Beira vai realizar este fim de semana mais uma campanha de recolha de alimentos nos supermercados da Beira Interior.

O Banco Alimentar “é a única instituição da região da Beira Interior que faz um trabalho permanente de recolha de alimentos não perecíveis, fornecendo alimentos a instituições que, no terreno, apoiam crianças, jovens, adultos e idosos que vivem numa verdadeira situação de pobreza”. Apesar dos bons indicadores da economia, “ainda não se verifica na sociedade civil a passagem do fim da crise para as pessoas que bateram mais fundo”, referiu à Rádio Caria, Paulo Pinheiro coordenador do Banco Alimentar da Cova da Beira.

No ano passado, o Banco Alimentar da Cova da Beira apoiou 51 instituições de solidariedade que entregaram os produtos alimentares a mais de 5300 pessoas na Beira Interior, sob a forma de cabazes de alimentos. Paulo Pinheiro afirma que na região da Cova da Beira “não se poderá afirmar que há uma zona que esteja melhor que outra. O desemprego é elevado, as carências económicas são elevadas, a juntar ao problema da solidão muito particular nesta região do Interior”.

Nos últimos anos, “os pedidos de ajuda multiplicaram-se, estando o Banco Alimentar da Cova da Beira numa situação limite, por não ter capacidade de ajudar toda a gente que precisa”. Assim, é de extrema importância “desencadear uma forte onda de solidariedade, que se traduza na doação da maior quantidade de alimentos que cada pessoa conseguir”. Tentar ultrapassar as 29 toneladas de alimentos recolhidas em 2016, seria um bom indicador na opinião de Paulo Pinheiro. Nesta campanha “estarão envolvidos cerca de 600 voluntários na recolha de alimentos que irá decorrer em 49 supermercados da região”.

Neste sentido, o Banco Alimentar apela à partilha de alimentos com quem mais precisa, doando o contributo individual em loja ou participando, até 11 de dezembro, na campanha “Ajuda Vale”, bastando pedir um vale nas caixas dos supermercados. O Banco Alimentar disponibiliza ainda uma plataforma electrónica para doação de alimentos, sem necessidade de deslocação aos estabelecimentos comerciais, que permite a participação na campanha de pessoas que habitualmente não se deslocam ao supermercado ou que residam fora de Portugal, nomeadamente os emigrantes.



Conteúdo Recomendado