Autárquicas: Vítor Proença é o candidato do PSD à Câmara do Sabugal

Vítor Proença, de 52 anos, afirmou hoje à agência Lusa que o seu nome foi “aprovado por unanimidade” pela estrutura concelhia, pela comissão política distrital do PSD da Guarda e pela direção nacional do partido.

O vice-presidente da Câmara Municipal do Sabugal, Vítor Proença, disse hoje que é candidato do PSD à liderança da autarquia nas próximas eleições autárquicas, para colocar a sua experiência “ao serviço do concelho e das pessoas”.

Vítor Proença, de 52 anos, afirmou hoje à agência Lusa que o seu nome foi “aprovado por unanimidade” pela estrutura concelhia, pela comissão política distrital do PSD da Guarda e pela direção nacional do partido.

O nome de Vítor Proença foi revelado por Rui Rio numa conferência de imprensa no Porto, na terça-feira, na qual divulgou mais 50 nomes de candidatos às autárquicas homologados pela direção nacional do PSD.

O candidato, que é vice-presidente da autarquia do Sabugal desde 2017, referiu que aceitou o convite “com grande sentido de responsabilidade e de humildade”.

“Responsabilidade pelo compromisso político com que me apresento aos eleitores e humildade para liderar uma equipa que procurará as melhores soluções para o concelho, o melhor para as pessoas”, justificou.

Disse, ainda, que decidiu liderar a lista do PSD “pelas pessoas” e “por querer pôr ao serviço do concelho e das pessoas” a sua “larga experiência” autárquica, “primeiro como vereador e, depois, como vice-presidente”.

“E, também, por estar envolvido em muitos projetos e que quero concretizar, porque são de grande relevância para o concelho, nomeadamente a 2.ª fase da praia fluvial, o centro de teletrabalho, a requalificação da entrada sul [da cidade] e um projeto emblemático, que é o início da infraestruturação da barragem do Sabugal, com a 1.ª fase, que inclui a criação de um espaço de ancoradouro para facilitar a prática de canoagem e de vela”, afirmou.

Como os projetos “estão em fase de arranque”, Vítor Proença referiu que é candidato à liderança do município do Sabugal para “os tentar concretizar” se os eleitores lhe “derem essa confiança”.

“Conheço o concelho, aqui resido desde sempre, foi aqui que me iniciei na minha atividade profissional e aqui me envolvi politicamente em diversas funções que me deram uma enorme experiência e traquejo político e operacional na procura das melhores soluções”, acrescentou.

Vítor Proença também lembra que convive “diariamente com as pessoas, as empresas e as instituições” e está “atento aos anseios, às preocupações, às ambições e às dificuldades, hoje agravadas com a pandemia do covid-19”.

O município do Sabugal, no distrito da Guarda, é liderado, desde 2009, pelo social-democrata António Robalo, que não pode recandidatar-se por ter atingido o limite de três mandatos seguidos.

O atual executivo municipal é composto por quatro eleitos do PSD e três do PS.

Segundo a lei, as eleições autárquicas decorrem entre setembro e outubro.



Conteúdo Recomendado