“Aurora” de Cristi Puiu exibido no TMG

“Aurora” são três horas que acompanham dois dias no percurso de um homem que já não suporta mais o limbo em que a sua vida se tornou. Na próxima quarta-feira, dia 16 de janeiro, a partir das 21h30, estará em exibição no grande auditório do Teatro Municipal da Guarda (TMG), o filme da autoria do romeno […]

“Aurora” são três horas que acompanham dois dias no percurso de um homem que já não suporta mais o limbo em que a sua vida se tornou.
Na próxima quarta-feira, dia 16 de janeiro, a partir das 21h30, estará em exibição no grande auditório do Teatro Municipal da Guarda (TMG), o filme da autoria do romeno Cristi Puiu, intitulado “Aurora”, uma história trágica, realizada e protagonizada pelo próprio realizador. Cristi Puiu interpreta Viorel, um homem que sentimos quebrado, distante, fora de tudo desde o primeiro plano. Puiu dirige-se em “Aurora” como um exercício de autismo funcional: Viorel é testemunha passiva da sua própria vida, incapaz de retomar o controle da espiral descendente em que se deixou enredar a não ser por actos radicais de violência quase inexplicável. E o filme segue-o nesse radicalismo, alimenta-se dessas explosões de violência, transpondo para o espectador a claustrofobia e a angústia de Viorel.



Conteúdo Recomendado