Este fim de semana chega o frio e vem para ficar

As mínimas e máximas vão diminuir significativamente este fim de semana. A boa notícia é que a chuva não vai ‘cair a potes’.

O outono tardou a fazer-se sentir em grande parte do país, mas as temperaturas típicas de verão têm os dias contados.

Para este fim de semana o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê uma descida progressiva das temperaturas máxima e mínima, que vai manter-se ao longo da próxima semana.

Segundo disse ao Notícias ao Minuto o meteorologista do IPMA Bruno Café, no sábado vai já registar-se uma pequena descida da temperatura mínima e descida das temperaturas máximas entre quatro e seis graus, principalmente no Norte e Centro.

Já no domingo a descida da temperatura máxima será mais pequena, mas descem as mínimas de forma mais acentuada, entre seis a oito graus.

No sábado vão registar-se períodos de chuva, passando gradualmente a regime de aguaceiros, diminuindo de intensidade e frequência a partir do meio da tarde. Há ainda condições favoráveis à ocorrência de trovoada.

O vento será fraco a moderado (10 a 30 km/h) do quadrante sul, passando gradualmente para o quadrante norte e tornando-se moderado a forte (30 a 40 km/h) com rajadas até 60 km/h no litoral oeste. Nas terras altas, o vento será moderado a forte (30 a 45 km/h) do quadrante sul, rodando gradualmente para quadrante norte.

No domingo o céu vai estar geralmente pouco nublado, apresentando períodos de muito nublado nas regiões Norte e Centro a partir da manhã. Prevêem-se aguaceiros a partir do final da tarde, apenas no Minho e Douro Litoral, com possível queda de neve acima dos 1.200 metros.

O vento será em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, temporariamente moderado (20 a 30 km/h) no litoral oeste e moderado a forte (30 a 40 km/h) nas terras altas. No Norte e Centro pode esperar-se geada.




Conteúdo Recomendado