Alunos de Arquitetura exploram soluções para unidades de saúde para a COVID-19

As propostas foram criadas no conceito de “parque de saúde”, explorando soluções espaciais que respondem aos problemas de contaminação em ambiente hospitalar.

Os alunos do 4.º ano do Mestrado Integrado em Arquitetura da Universidade da Beira Interior (UBI) desenvolveram projetos para uma Unidade de Cuidados Intensivos (UCI), pensada para doentes de COVID-19.

As propostas foram criadas no conceito de “parque de saúde”, explorando soluções espaciais que respondem aos problemas de contaminação em ambiente hospitalar e à dificuldade de contacto entre pacientes e profissionais de saúde e respetivos familiares.

Estes projetos fizeram parte do programa da Unidade Curricular Projecto IV-2, coordenada pelo docente do Departamento de Engenharia Civil e Arquitetura (DECA), Miguel Santiago Fernandes. São da autoria de Edite Silva, Jéssica Ferreira, Joana Silva, João Pinto e Micaela Gomes.

O desafio lançado aos estudantes resultou em cinco projetos, desenvolvidos com orientação do docente do mesmo Departamento, Nuno Martins, que vão ser dados a conhecer no webinar “Arquitectura Humanitária e Unidades de Saúde para o COVID-19”, que se realiza no dia 2 de julho.

A sessão, agendada para as 16h30, inclui a apresentação dos trabalhos por parte dos estudantes, que serão comentados por um painel interdisciplinar de convidados.

Participam Nuno Martins, Fernando Dinis (presidente do DECA), Isabel Calado (Especialista em Cultura Visual), José Eduardo Cavaco (docente da UBI da área da saúde), Miguel Santiago Fernandes (docente da UBI da área da Arquitetura) e Rosa Marina Afonso (docente da UBI da área da Psicologia).



Conteúdo Recomendado