ADSI testa aplicação móvel destinada a invisuais

A ADSI – Agência de Desenvolvimento para a Sociedade de Informação e do Conhecimento, com o apoio da CCDRC – Comissão de Coordenação Regional do Centro, encontra-se a desenvolver uma aplicação móvel que permitirá uma navegação simples e objetiva no acesso à informação do site beira.pt.

Em fase final de testes, a aplicação foi testada por um dos parceiros do projeto, a Delegação da Guarda da ACAPO – Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal, com o objetivo de melhorar a ferramenta e torná-la o mais eficiente possível.

Também Ana Sofia Teixeira, jovem de 28 anos, natural da Guarda, que perdeu grande parte da visão, principalmente durante a adolescência esteve esta semana na sede da ADSI, sita no Instituto Politécnico da Guarda, para testar a ferramenta e dar um feedback da usabilidade da aplicação.

Segundo Ana Sofia Teixeira, “visto que tendencialmente os deficientes visuais têm dificuldade em aceder à informação considerou esta aplicação uma ferramenta bem conseguida”.

Ana Sofia é Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde pela Universidade de Aveiro e o seu estudo inédito do sofrimento na deficiência visual valeu-lhe em 2015 nota 20.

A aplicação permite fazer a síntese de voz de notícias do site beira.pt, de forma a informar das notícias da região das Beiras e Serra da Estrela.

Segundo o responsável da ADSI, “o acesso generalizado, e em condições de igualdade, por parte de todos os cidadãos às novas tecnologias da informação e comunicação constitui um dos grandes objetivos de desenvolvimento da nossa sociedade. Neste sentido, pretendemos facilitar a acessibilidade à comunicação social regional por pessoas com necessidades especiais através de tecnologias.”

A aplicação permitirá fazer a síntese de voz de títulos ou texto de notícias do site beira.pt, de forma a ser possível ao utilizador ouvir o título ou o texto da notícia, bem como fazer a síntese de voz de menus de forma a facilitar a navegação e torná-la mais objetiva.

A ferramenta, que estará brevemente disponível, destina-se a pessoas invisuais ou com baixa visão, com motricidade reduzida nos membros superiores ou outras que tenham dificuldades no acesso à informação em dispositivos móveis tais como tablets e smartphones Android.




Conteúdo Recomendado