Adelaide Campos demite-se da direção da Urgência do Hospital da Guarda

A atual Diretora do Serviço de Urgência do HSM considera “não ter condições reunidas para continuar à frente do Serviço de Urgências”.

Segundo uma nota informativa da ULS da Guarda, no dia 26 de dezembro de 2018, a diretora do Serviço de Urgência do Hospital Sousa Martins (HSM), Adelaide Campos, colocou o lugar à disposição, uma vez que, até à data, o Plano de Contingência da Gripe, ainda não tinha sido acionado, conforme estava previsto.

Entretanto, a ULS foi autorizada a contratar 12 novos enfermeiros e 14 assistentes operacionais para acionar o referido Plano, ficando a situação ultrapassada.

Posteriormente, atendendo aos constrangimentos associados à falta reiterada de recursos humanos no SNS, nomeadamente nas épocas de maior afluência de utentes aos Serviços de Urgência, no dia 16 de janeiro de 2019, Adelaide Campos deu conta ao Conselho de Administração que considerava não ter condições reunidas para continuar à frente do Serviço de Urgências do HSM, refere a mesma nota informativa.    

Neste sentido, o Conselho de Administração da ULS da Guarda convocou uma reunião com a direção do Serviço de Urgência do HSM, para se encontrar uma solução para este problema.




Conteúdo Recomendado